3.4 C
Bruxelas
5 Dezembro 2022

Um em cada dez portugueses conhece idoso agredido em casa

Clique para ampliar Uma em cada dez pessoas conhece um idoso que tenha sido acolhido numa instituição contra a sua vontade e conhece uma pessoa idosa que tenha sido insultada, ameaçada ou agredida dentro da sua casa, revela a APAV.

Os dados, apresentados hoje, são do barómetro Criminalidade e Insegurança, realizado pela Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) com a colaboração da Intercampus, e são resultado de 804 entrevistas feitas entre 19 e 30 de Novembro a pessoas com 15 ou mais anos de idade, residentes em Portugal Continental.

O inquérito procurou perceber qual a percepção dos inquiridos relativamente a aspectos sociais e de segurança sobre a população mais idosa e determinar o conhecimento pessoal de agressões ou abusos sobre aquela população.

O estudo da APAV mostra que do total dos inquiridos, “12% afirma ter conhecimento de casos em que uma pessoa idosa foi acolhida numa instituição contra vontade”, ao mesmo tempo que 10% diz conhecer “alguma pessoa idosa alvo de insultos, ameaças ou agressões no interior da sua própria residência”.

No que diz respeito ao acolhimento contra vontade, os dados da APAV mostram que em 73,2% dos casos ele foi feito a pedido de familiares, em 14,4% por vizinhos, 5,2% por prestadores de cuidados formais, 3,1% por amigos.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/um-em-cada-dez-portugueses-conhece-idoso-agredido-em-casa

Artigos relacionados

Últimos artigos