7.3 C
Bruxelas
26 Novembro 2022

Um ano de prisão com pena suspensa para um detido nas manifestações de sábado

Clique para ampliar Um dos quatro cidadãos detidos nas manifestações de sábado contra as medidas de austeridade propostas pelo Governo foi condenado a um ano de prisão com pena suspensa, informou hoje a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

Segundo uma informação disponibilizada na página de Internet da PGDL, um dos detidos foi julgado em processo sumário e condenado “por crime de resistência e coação”, com uma pena de 12 meses de prisão, suspensa por igual período e sujeição a regime de prova.

De acordo com a mesma fonte, foram ainda presentes a tribunal mais três cidadãos, que, devido à sua idade e à ausência de antecedentes criminais, foram encaminhados para a Suspensão Provisória do Processo.

A página de internet da PGDL revela que “o Ministério Público propôs, e os arguidos aceitaram, a suspensão do procedimento pelo período de 12 meses, mediante a prestação de trabalho a favor da comunidade (160 horas, num caso, 200 horas noutro, e ainda 240 horas de trabalho num terceiro)”.

“Os arguidos anuíram ainda em juntar aos autos um pedido de desculpas à Polícia de Segurança Pública e comprometeram-se em abster-se da prática de atos violentos em manifestações públicas e desportivas durante o período de suspensão dos autos”, sublinha a nota.

FONTE: Bomdia.lu

[ Dia de manifestações contra a troika em Portugal ]

[ Pedro Passos Coelho vive no País das Maravilhas ]

[ Passos: Novas medidas permitirão baixar os preços ]

Artigos relacionados

Últimos artigos