6.5 C
Bruxelas
6 Dezembro 2022

UGT e CGTP: Redução do orçamento comunitário é “inaceitável”

Clique para ampliar As centrais sindicais reunidas nesta quarta-feira em sede de Concertação Social consideram inaceitável a proposta do Conselho Europeu que pediu uma redução do orçamento da União Europeia em 80 mil milhões de euros para 2014-2020.

“Nós achamos que o orçamento é inaceitável para Portugal. É inaceitável um corte nos fundos de coesão, é inaceitável o corte nas políticas agrícolas, é inaceitável uma política europeia que nada tem a ver com perspectivas de crescimento de emprego. Nós temos a noção que a manutenção deste orçamento ligado a uma estratégia de austeridade e não a uma estratégia de crescimento de emprego será profundamente negativo”, disse aos jornalistas João Proença, secretário-geral da UGT, antes do início da reunião de Concertação Social.

O encontro entre os parceiros sociais e o governo começou às 14h30 e conta com as presenças do ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas; do ministro da Segurança Social, Pedro Mota Soares e do secretário de Estado dos Assuntos Europeus, Morais Leitão, que vão informar sobre a posição e estratégia defendida pelo Executivo sobre a proposta do Conselho Europeu.

“Nós esperamos é que o governo português assuma uma posição forte contra (o Conselho Europeu) mas parece que o primeiro-ministro diz que nunca seria uma minoria de bloqueio. Que assuma claramente uma posição ligando-se a outras pessoas que queiram assumir esses bloqueios”, acrescentou ainda João Proença.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/ugt-e-cgtp-reducao-do-orcamento-comunitario-e-inaceitavel

Artigos relacionados

Últimos artigos