3 C
Bruxelas
5 Dezembro 2022

Três pontos com muito sofrimento

Clique para ampliar O Benfica obteve ontem uma importante vitória num terreno onde o FC Porto perdera dois pontos, tal como em Barcelos, com um golo solitário de Lima, o 6º na Liga, num lance de bola parada, em partida de muita luta e muito sofrimento, em que sobressaíram os gigantes do sector defensivo. É uma sequência assinalável: cinco vitórias consecutivas na Liga, as últimas três sem sofrer golos.

O Benfica dominou intensamente toda a primeira parte, com diversas ocasiões de golo, mas só conseguiu vencer a resistência do guarda-redes Oblak na última jogada, à beira do intervalo, quando Jesus deu ordens a Jardel para desequilibrar o centro defensivo do Rio Ave, num lançamento lateral a cargo de Salvio. Apesar de o arremesso não ser efectuado de acordo com as regras, o lance estava bem trabalhado e resultou em pleno: Jardel tocou de cabeça, deixando a bola à disposição de Lima, para fuzilar a baliza. E assim foi traduzida no marcador a verdade da partida, depois de Cardozo (22’ e 38’) e Ola John (42’) terem visto o golo negado, inclusive pelo poste direito. O Rio Ave acusou muito a substituição forçada de Lionn, que obrigou à deslocação do médio-defensivo Wires, perdendo agressividade na cobertura central.

Sem usar grande velocidade, o Benfica tentou muitas combinações nas alas, em particular na esquerda, com Melgarejo a combinar bem com Ola John, e pressentia-se que essa profundidade acabaria por fazer mossa na resistência local. No 2º tempo, tudo mudou, mas o Benfica soube sofrer, meteu tracção atrás, resistindo à pressão interessante do Rio Ave. As melhores ocasiões foram divididas por Cardozo e João Tomás, mas a bola andou longe das balizas, sobressaindo o esforço e a categoria dos centrais do Benfica e a segurança de Artur.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/actualidade/tres-pontos-com-muito-sofrimento

Artigos relacionados

Últimos artigos