18.8 C
Bruxelas
19 Agosto 2022

Tráfico de menores preocupa Instituto da Criança de Angola

Clique para ampliar A diretora-geral do Instituto Nacional da Criança (INAC) de Angola, Ruth Mixinge, manifestou preocupação com casos de tráfico e exploração de menores, garantindo que o governo está a tomar medidas para combater o fenómeno, noticia a agência de notícias Angop nesta quarta-feira.

Ruth Mixinge, que se encontra na cidade do Lubango desde terça-feira para uma visita de dois dias, disse que, sobretudo nas fronteiras norte e sul do país, existem pessoas que transportam menores sem o consentimento dos familiares nem das autoridades.

A diretora da INAC falava aos jornalistas no final de uma reunião com o vice-governador da província para o setor político e social, José Arão Nataniel.

Ruth Mixinge salientou que o Governo de Angola está a tomar medidas para combater o fenómeno, como o reforço nos controlos, o impedimento da entrada e saída de crianças, tanto para as províncias como para fora do país, sem a devida autorização.

Segundo a agência de notícias angolana, a diretora do INAC afirmou que as crianças são transportadas para áreas onde existem fazendas e outras usadas para tráfico de drogas ou até mesmo de órgãos.

O Governo vai efetuar um trabalho árduo para que este problema seja banido no país, assegurou.
“A nossa sociedade não está a cumprir com os 11 compromissos sobre os direitos da criança e deveres de as proteger”, disse ainda a responsável.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/trafico-de-menores-preocupa-instituto-da-crianca-de-angola

Artigos relacionados

Últimos artigos