30.2 C
Bruxelas
11 Agosto 2022

Tradição do Santo Cristo repete-se nos Açores há mais de 300 anos

Clique para ampliar Milhares de pessoas voltaram a encher este domingo as principais ruas de Ponta Delgada, participando ou assistindo à passagem da procissão do Senhor Santo Cristo dos Milagres, um cortejo religioso que se repete todos os anos desde 1700.

Ao som de dezenas de bandas filarmónicas e acompanhada de devotos provenientes de todas as localidades de S. Miguel, de outras ilhas açorianas, do Continente e das comunidades de emigrantes, a imagem do “Ecce Homo” do Convento de Ponta Delgada percorreu quilómetros de ruas atapetadas de flores.

Entre os milhares de crentes que se integram na procissão, em cujo percurso as varandas das casas se encontravam enfeitadas com vistosas colchas, surgem em destaque, pelo seu elevado número, as chamadas “promessas” – mulheres, grande parte delas trajando de preto, e homens, muitos deles descalços e transportando círios.

No cortejo do Senhor Santo Cristo dos Milagres, que apenas sai à rua uma vez por ano, no quinto domingo a seguir à Pascoa, participam também delegações representativas das principais instituições açorianas.

O cortejo foi apenas prejudicado pela chuva que caiu em parte do seu percurso.

A procissão deste ano foi presidida pelo Núncio Apostólico em Portugal, Rino Passigato, que na homilia da missa solene de hoje sublinhou a importância destes festejos na “história e na vivência social e religiosa do povo açoriano”.

Reiterando estar nos Açores em representação do papa Bento XVI, o diplomata do Vaticano agradeceu a receção que lhe foi dispensada nas ilhas e realçou a dimensão “comovedora” da imagem do Convento da Esperança, a que muitos dos seus devotos atribuem poderes milagrosos.

A imagem do Senhor Santo Cristo dos Milagres, que terá sido oferecida a um grupo de freiras clarissas da ilha de S. Miguel numa deslocação a Roma, representa um Cristo coroado de espinhos, foi enriquecida por oiro e joias oferecidas pelos devotos ao longo de três séculos.

FONTE: Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos