21.4 C
Bruxelas
17 Agosto 2022

Trabalhadores da EDP com aumento salarial de 1,7% em 2012

Clique para ampliar Os trabalhadores da EDP vão ter um aumento salarial de 1,7 por cento na remuneração base em 2012, um acordo alcançado ao fim de mais de oito horas de negociação, esta terça-feira à noite, entre os sindicatos e a administração da eléctrica.

“O acordo contempla uma actualização na tabela salarial de 1,7 por cento arredondado ao euro superior e as restantes cláusulas de expressão pecuniária [turnos e folgas, subsídios de alimentação, antiguidade e de horário especial contínuo] foram actualizadas na mesma percentagem”, disse hoje à Lusa Rui Miranda, vice secretário-geral do Sindicato Nacional da Indústria e da Energia (Sindel).

Segundo o responsável do Sindel, afecto à UGT, ficou ainda acordada a atribuição de um prémio de 173 euros, que será pago de uma só vez, “a todos os trabalhadores que tenham uma avaliação mínima”, e a distribuição dos lucros “nos mesmos moldes de 2011”.

Em declarações à Lusa, Rui Miranda considerou que “não é um grande acordo, mas é o acordo possível”, sendo que das 14 comissões negociadoras apenas a Fiequimetal (CGTP-IN) não o subscreveu.

O coordenador da Fiequimetal, Franco Antunes, defendeu que “a elevada produtividade da EDP não está reflectida no aumento salarial aprovado”, que, acrescentou, fica aquém da inflação prevista.
“Os lucros da empresa subiram, os dividendos aos accionistas também e o aumento para os trabalhadores fica abaixo de tudo isso”, justificou.

A EDP obteve lucros de 1.125 milhões de euros em 2011, mais quatro por cento do que no ano anterior, o que representa o melhor ano de sempre da eléctrica.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/trabalhadores-da-edp-com-aumento-salarial-de-17-em-2012

Artigos relacionados

Últimos artigos