18.8 C
Bruxelas
19 Agosto 2022

Taxa social única justifica moção de censura socialista

Clique para ampliar O secretário-geral do PS afirmou quinta-feria que apresentará uma moção de censura ao Governo caso não seja retirada a proposta que baixa a taxa social única (TSU) às empresas e agrava as contribuições dos trabalhadores.

A advertência de António José Seguro foi transmitida numa declaração a partir da sede nacional do PS em reação às medidas de austeridade anunciadas pelo Governo nos últimos dias.

“Tudo faremos para impedir que o Governo retire dinheiro aos trabalhadores para dar às empresas. O aumento da TSU dos trabalhadores em sete pontos percentuais, que retira mais do que um salário por ano a cada trabalhador, é uma decisão que nos indigna profundamente”, declarou o líder socialista.

António José Seguro sustentou depois que a medida do Governo sobre a TSU “quebra o contrato social, que está para além de qualquer Orçamento do Estado”.

“Há uma linha que separa a austeridade da imoralidade – e essa linha foi ultrapassada. Ou o primeiro-ministro recua e retira a proposta, ou então o PS tomará todas as iniciativas constitucionais à sua disposição para impedir a sua entrada em vigor. Se para tal for necessário, o PS apresentará uma moção de censura ao Governo”, disse.

FONTE: Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos