25.5 C
Bruxelas
18 Agosto 2022

Substituir IRS e IRC por tributação ambiental

Clique para ampliar A Plataforma para o Crescimento Sustentável, dirigida pelo primeiro vice-presidente do PSD Jorge Moreira da Silva, defende uma descida da carga fiscal no IRC e IRS, compensada por um aumento da tributação ambiental. O grupo de reflexão apresenta esta quinta-feira um relatório em que defende medidas políticas a longo prazo para o período pós ‘troika’.

De acordo com este ‘Think Tank’, o actual nível de impostos provoca um efeito recessivo na economia e limita a angariação de receita adicional, por isso, o grupo liderado por Moreira da Silva defende “uma reforma fiscal que seja mais amiga da inovação, do crescimento e do ambiente”.

O número dois do PSD considera que essa reforma se deve traduzir “num quadro de neutralidade fiscal, por um aumento da carga fiscal na área ambiental que permita uma redução da carga fiscal nos impostos sobre o trabalho e sobre a criação de riqueza nas empresas”.

Mesmo que não seja possível baixar impostos amanhã, o presidente da Plataforma para o Crescimento Sustentável defende que há alternativas, nomeadamente “substituir o eventual prolongamento em 2014 da sobretaxa de 3,5% do IRS por uma taxa de carbono de nove euros sobre toda a economia”.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/economia/substituir-irs-e-irc-por-tributacao-ambiental

Artigos relacionados

Últimos artigos