1.8 C
Bruxelas
3 Dezembro 2022

Sporting rescinde com José Couceiro

Clique para ampliar O presidente do Sporting (foto) revelou, esta quinta-feira à noite, que chegou a acordo com José Couceiro para a rescisão de contrato e que a responsabilidade pela gestão da Academia de Alcochete ficará a cargo de Luís Duque. Em entrevista à RTP, Luís Godinho Lopes falou num processo “amigável” e agradeceu o contributo do ex-dirigente dos “leões”.


“Chegámos a acordo. José Couceiro já não vai para a academia. Teve um papel fundamental, passou duas fases conturbadas às quais é alheio, não teve culpa de ter havido eleições. Mas eu, quando me candidatei, trazia comigo uma equipa para o futebol”, explicou Godinho Lopes. O responsável pela supervisão do futebol de formação do clube passa a ser Luís Duque, a quem o presidente delegou “a administração executiva do futebol”.

Terá sido com Duque e com Carlos Freitas – os dois homens “que colocam as questões na bandeja” para Godinho Lopes analisar – que o presidente do Sporting acertou também a rescisão contratual com o guarda-redes Vladimir Stojkovic. “Era um processo que já se vinha a arrastar e já não fazia sentido”, vincou, assinalando ainda que o clube renovou o vínculo de outro guarda-redes do plantel, Tiago.

Sem querer revelar nomes de futuros reforços, o dirigente leonino afirmou que Rui Patrício é para manter e que o clube está a analisar “um lote de 150 jogadores”, ao qual “vai buscar um leque restrito”. E deu o exemplo do colombiano Dayro Moreno para explicar a posição do clube em matéria de contratações: “Foi dado como certo no Sporting, e com razão, porque estava acordado. Mas quando fechávamos o negócio, o empresário decidiu subir o preço e achámos que isso não era correcto”.

Luís Godinho Lopes considera que “o Sporting tem necessidade de investir melhor” – “Estamos a trabalhar para a próxima década, pretendemos mais títulos” – e assegura que não foi a questão financeira que influenciou os resultados desportivos nos últimos anos. “Não foi por falta de dinheiro que o Sporting não ganhou. Foi um conjunto de coisas. Quando falo na próxima década, falo em estabilidade, que é fundamental”, alertou.

Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos