7.3 C
Bruxelas
26 Novembro 2022

Seguro diz que País tem de ser valorizado

Clique para ampliar O secretário-geral do PS afirmou nesta sexta-feira que no dia da celebração da República o país deve ser valorizado e ouvir “palavras de esperança” e lamentou a “triste imagem” que a coligação PSD/CDS está a dar do próprio Governo.

António José Seguro falava aos jornalistas no final das cerimónias oficiais de comemoração da implantação da República a 5 de Outubro de 1910, no Pátio da Galé, em Lisboa, e que contaram com intervenções do presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, e do Presidente da República, Cavaco Silva.

O líder socialista escusou-se a comentar o discurso do Presidente, dizendo não ser “analista do tom da intervenção” de Cavaco Silva, acrescentando apenas que os portugueses vivem “dificuldades imensas” e precisam “de soluções concretas e de palavras de esperança”, sendo esse o teor daquilo que vai dizer hoje à noite, num jantar em Alenquer que celebra a República.

Já em relação ao discurso de António Costa, disse que se revê nas palavras do autarca de Lisboa, por serem “aquilo” que tem dito e defendido ao longo do último ano: “A necessidade de haver uma alternativa que alie e concilie o rigor orçamental com a necessidade de criar riqueza, de preservar empregos e de criar oportunidades de trabalho, em particular para os mais jovens”, afirmou, dizendo que “emigrar não é solução”.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/seguro-diz-que-pais-tem-de-ser-valorizado

[ Cavaco: “Sacrifício tem de ter um propósito” ]

[ Discurso de Cavaco interrompido por mulher desesperada ]

[ PS acusa Governo de fazer “ataque brutal” à classe média ]

Artigos relacionados

Últimos artigos