15 C
Bruxelas
10 Agosto 2022

Rússia: Cidadãos de países lusófonos atacados à facada

Clique para ampliar Dois cidadãos de países africanos de língua portuguesa e um nigeriano foram atacados no domingo á noite por jovens russos armados com facas, numa passagem subterrânea do centro de Moscovo.

As vítimas da agressão ficaram feridas, tendo uma delas, um cidadão moçambicano, sido internada num hospital devido à gravidade dos ferimentos.

“Seguíamos a conversar na Nova Arbat [uma das principais artérias de Moscovo] e entrámos num subterrâneo. Inesperadamente fomos atacados pelas costas por quatro russos”, contou Dério, um cidadão cabo-verdiano que dirige um centro de estudo da língua portuguesa em Moscovo.

“O meu amigo nigeriano foi o primeiro a cair depois de ter sido agredido nas costas. Eu levei um murro na cara e caí de joelhos. Quando me consegui levantar, desferiram-me um murro na vista, mas consegui escapar”, recordou.

Gabriel, um moçambicano que estuda medicina na capital russa, foi golpeado com uma faca pelos atacantes.

“Deram-me uma facada numa das orelhas. Tentaram cortar-ma, mas não conseguiram. Deram-me murros na cara”, declarou Gabriel, acrescentando: “Estou com um olho inchado e não consigo abrir, tenho também a boca inchada e um dos dentes abana. Os médicos suturaram a orelha”.

Segundo Dério, o grupo foi salvo por dois russos e uma russa que entraram na passagem subterrânea e tentaram travar a fúria dos atacantes.

“Os dois russos defenderam-nos dos quatro jovens que nos atacaram. Um deles levou alguns golpes nas mãos, mas obrigaram os atacantes a retirar-se”, contou o cabo-verdiano. “A russa começou a telefonar para a polícia e o pronto-socorro, pois Gabriel sangrava muito e estava inconsciente”, adiantou.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/russia-cidadaos-de-paises-lusofonos-atacados-a-facada

Artigos relacionados

Últimos artigos