17.9 C
Bruxelas
18 Agosto 2022

Redução do défice vai ser mais lenta do que espera o Governo

Clique para ampliar O Fundo Monetário Internacional (FMI) está menos optimista do que o Governo quando à rapidez da redução do défice externo de Portugal.

No relatório da quinta revisão do memorando de entendimento com Portugal, o FMI nota que o défice da balança corrente se reduziu de 10% do PIB em 2010 para 3% do PIB este ano, e que deverá continuar a diminuir no próximo ano. Esta evolução deve-se “em boa medida às exportações”, acrescenta o Fundo.
“As autoridades [portuguesas] argumentaram que a melhoria acima do esperado na balança corrente mostrava que a economia está a ajustar-se rapidamente (…) e viam margem para uma melhoria ainda maior em 2013”, lê-se no documento.

O Governo espera que no próximo ano a balança corrente tenha um saldo positivo. O FMI, contudo, mostra-se mais cauteloso, por dois motivos.

“Primeiro, a procura externa, sobretudo da vizinha Espanha, poderá enfraquecer ainda mais”, lê-se no relatório. “Segundo, os ganhos de competitividade foram limitados até agora, levantando questões quanto ao potencial para melhorias adicionais.”

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/reducao-do-defice-vai-ser-mais-lenta-do-que-espera-o-governo

Artigos relacionados

Últimos artigos