6.5 C
Bruxelas
6 Dezembro 2022

Portugueses pedem menos dinheiro emprestado

Clique para ampliar O crédito concedido no terceiro trimestre caiu 20% face ao mesmo período de 2011 e recuou 25% desde o começo do ano, revelou esta terça-feira a Associação de Instituições de Crédito Especializado (ASFAC).

“O crédito concedido pelas Associadas da ASFAC diminuiu, no terceiro trimestre de 2012, 20% comparativamente ao trimestre homólogo, cifrando-se nos 822 milhões de euros. Em termos acumulados, verifica-se este ano uma descida de 25%, tendo-se registado até ao final de Setembro 2.573 milhões de euros em crédito concedido”, aponta a associação.

O decréscimo registado deve-se, diz a ASFAC, “à queda do crédito clássico”, tanto o concedido a particulares — que representa 91,6% do total do crédito clássico — e que registou uma descida de 30,7%, como o concedido a empresas, que apresentou uma quebra de 46,9%.

Por outro lado, também o crédito stock (o total concedido pelos bancos) – com um peso de 44,2% no total de crédito concedido — contraiu 16,1% em comparação com igual período do ano passado.
Apenas o crédito evolving (renovável à medida que o cliente paga parte do empréstimo) se tem mantido em valores semelhantes a 2011, assinala a associação.

No que refere à finalidade dos valores concedidos no crédito clássico, permanece na liderança a aquisição de meios de transporte com 67,7%, seguindo-se a aquisição de artigos para o lar com 18,8% e o crédito pessoal com 11,5%, rrevelou a agência Lusa.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/portugueses-pedem-menos-dinheiro-emprestado

Artigos relacionados

Últimos artigos