9.9 C
Bruxelas
28 Novembro 2022

Portugal tem duelo ibérico na Liga das Nações e reencontra a Suíça

A seleção portuguesa de futebol terá na Espanha a principal oponente na luta pela vitória no grupo 2 da Liga das Nações A e enfrentará a séria ‘ameaça’ da Suíça, a qual defrontou nas ‘meias’ de 2019.

Portugal entrou no sorteio realizado na sede da UEFA, em Nyon, inserido no pote 2, pelo que já sabia que teria no seu grupo da Liga A – o principal escalão da competição continental – um dos quatro semifinalistas da prova anterior (França, Espanha, Itália e Bélgica), que detinham o estatuto de cabeças de série.

Acabou por ser a Espanha, comandada por Luis Enrique e finalista da última Liga das Nações, na qual perdeu a final para a França, a cair em sorte à equipa das ‘quinas’ nesta terceira edição da competição continental, num grupo no qual estão igualmente integradas Suíça (pote 3) e República Checa (pote 4).

Portugueses e espanhóis serão, à partida, os principais favoritos a ‘agarrar’ o primeiro lugar do grupo e o único que dará acesso à ‘final four’ da prova, cuja primeira edição foi conquistada pela seleção nacional, em 2019.

As duas seleções voltam a cruzar-se numa competição oficial depois do duelo ibérico no Mundial2018, na Rússia, que terminou com um ‘eletrizante’ empate 3-3 e com Cristiano Ronaldo a assinar um ‘hat-trick’.

De resto, em 38 partidas disputadas entre Portugal e Espanha, apenas nove tiveram ‘carimbo’ oficial, já que todas as outras foram jogo de preparação. Nesse particular, a equipa das ‘quinas’ tem somente um triunfo, alcançado no Euro2004, contra quatro derrotas e quatro empates.

Embora detenham o favoritismo, portugueses e espanhóis terão de fazer face aos ‘perigos’ que oferecem Suíça e República Checa, sobretudo os suíços, que ficaram no quarto lugar da primeira edição, após terem perdido a meia-final para Portugal (3-1), naquele que foi o derradeiro confronto entre ambos.

Os helvéticos, treinados por Murat Yakin, que chegaram aos quartos de final do Euro2020, têm vindo a demonstrar uma forte evolução e, recentemente, apuraram-se de forma direta para a fase final do Mundial2022, terminando em primeiro lugar do grupo de apuramento e relegando a campeã europeia Itália para os ‘play-offs’.

Já a República Checa, que também esteve presente nos ‘quartos’ do último Campeonato da Europa, vai participar pela primeira vez na Liga A, depois de na edição transata ter assegurado a subida na Liga B.

Se o histórico de Portugal contra Espanha e Suíça é vasto em termos de confrontos, o mesmo não se pode dizer face aos checos. São apenas três os jogos em que as duas seleções se defrontaram, com duas vitórias para o conjunto luso, no Euro2008 e no Euro2012, e um desaire, no Euro1996, decidido pelo famoso ‘chapéu’ de Karel Poborsky a Vítor Baía.

O grupo 3 pode ser, desde já, designado como o ‘grupo da morte’, com a Itália, campeã europeia, a Alemanha e a finalista do último Europeu, Inglaterra, a lutarem por um lugar nas meias-finais, e com a Hungria claramente como ‘outsider’, aliás, como de resto aconteceu no Euro2020, no qual os húngaros se cruzaram com alemães, Portugal e França.

A campeã do mundo e detentora do troféu da Liga das Nações, França, ficou inserida no grupo 1, juntamente com Croácia, vice-campeã mundial, Dinamarca e Áustria, enquanto a Bélgica, líder do ‘ranking’ da FIFA, vai enfrentar no grupo 4 a oposição de Países Baixos, finalistas em 2019, Polónia, treinada pelo português Paulo Sousa, e País de Gales.

Tal como na última edição, a prova consiste em três ligas (A, B e C) de 16 seleções cada e uma quarta (D) de sete, com a composição deste agrupamento a ser decidida por promoções e despromoções.

Em junho e setembro do próximo ano, todas as seleções vão medir forças entre si, quer na condição de visitado quer como visitante, sendo que quatro das seis rondas têm de ser disputadas em junho, por motivos de calendarização, face à realização do próximo Mundial durante o inverno de 2022.

Os quatro vencedores dos grupos da Liga A qualificam-se para a fase final, que inclui meias-finais, final e partida de atribuição do terceiro e quarto lugares. Esta ‘final four’ da Liga das Nações será realizada em junho de 2023.

Artigos relacionados

Últimos artigos