23.3 C
Bruxelas
13 Agosto 2022

Portugal no top dos países com mais infectados com sida e hepatite

Clique para ampliar Mais de 25% dos infectados com VIH está também infectada com hepatite C (VHC). A estatística coloca Portugal entre os países europeus com maior taxa de infectados com ambos os vírus.
Tendo em conta que a falência hepática fortemente associada à hepatite C crónica é cada vez mais a causa de morte nas pessoas que vivem com VIH – estima-se que entre 25 a 40% dos infectados tenha também VHC – o Grupo Português de Activistas sobre Tratamentos de VIH/SIDA elaborou um manual de apoio a doentes e familiares.


A obra, editada por Maria José Campos, conta com a revisão científica de Rui Tato Marinho e Paula Peixe, hepatologistas e será apresentada a 3 de Junho, no Estoril, no Fórum Hepatites.

«Hoje em dia a infecção pelo VIH, desde que devidamente tratada, pode ser considerada uma condição crónica», realça Luís Mendão, presidente do GAT.

Esta organização não-governamental, sem fins lucrativos, foi fundada em 2001, por pessoas afectadas pelo VIH, e tem promovido o acesso universal à prevenção e ao diagnóstico nesta área.

Pedro Santos foi um dos primeiros ativistas dos tratamentos em Portugal e fundador do GAT apresentou publicamente a organização no 4.º Congresso Nacional sobre Sida, em Março de 2002. Faleceu em Setembro do mesmo ano.

Apesar de o sucesso do tratamento (que pode durar entre seis meses e um ano e meio) estar a aumentar, Portugal continua a ser um dos países europeus com maior proporção de co-infectados, e apenas uma pequena parte acede ao tratamento.

Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos