6.5 C
Bruxelas
6 Dezembro 2022

Portugal-Dinamarca: Jogo sofrido e vitória merecida

Clique para ampliar Um golo de Silvestre Varela, aos 87 minutos, selou o triunfo de Portugal, que desperdiçou um avanço de dois golos e ainda ganhou por 3-2 à Dinamarca, na segunda jornada do Grupo B do Euro2012 de futebol.

Pepe marcou o primeiro golo luso na competição, aos 24 minutos, e Hélder Postiga, aos 36, justificou a confiança do selecionador Paulo Bento, dilatando a vantagem, mas a “besta negra” Nicklas Bendtner, com um golo em cada parte (41 e 80), empatou a partida, que só viria a ser sentenciada pelo jogador vindo do banco.

Com este triunfo, Portugal soma três pontos no “grupo da morte”, empatando pontualmente a Dinamarca e a Alemanha, mas os germânicos ainda vão defrontar hoje a Holanda, que não tem qualquer ponto.

Antes de inaugurar o marcador, Pepe já se tinha mostrado providencial, aos quatro e sete minutos, ao evitar o remate de Christian Eriksen e, depois, um cruzamento de Dennis Rommedahl.

O primeiro sinal de perigo luso coincidiu com a primeira vez que Cristiano Ronaldo recuou par receber a bola, aos 13 minutos, servindo Nani, que “conquistou” um canto a Lars Jacobsen.

Depois de Niki Zimling ter sido substituído por lesão, por Jakob Poulsen, Ronaldo visou duas vezes a baliza, tentando aproveitar um ressalto após um “tiro” de Raul Meireles e depois num livre lateral, aos 18 e 21 minutos, mas sem a melhor direção.

Mais certeiro foi o cabeceamento Pepe que, aos 24, na sequência de um canto executado por João Moutinho na esquerda, antecipou-se de forma fulminante a toda a defensiva dinamarquesa e assinou o primeiro tento golo na competição.

Quando a Dinamarca tentava tomar conta do jogo, Hélder Postiga retribuiu a confiança do selecionador Paulo Bento com o segundo golo luso, aos 36 minutos, ao antecipar-se a Simon Kjaer e desviar na perfeição o cruzamento da direita de Nani.

Rui Patrício ainda defendeu um remate de Eriksen, aos 38 minutos, mas, três minutos depois, não conseguiu evitar o golo de cabeça de Nicklas Bendter, que surgiu sozinho na pequena área lusa a aproveitar a assistência de Michael Krohn-Dehli, após passe de Jakob Poulsen.

A segunda parte começa praticamente com Nani a isolar Ronaldo que, à entrada da área, aos 50 minutos, não conseguiu bater Andersen, enquanto a Dinamarca esteve a centímetros do empate, aos 62, com um remate de William Kvist.

Bendtner voltou a visar a baliza de Rui Patrício, aos 72 minutos, num contra-ataque dinamarquês, mas a melhor oportunidade foi desperdiçada por Ronaldo que, aos 78, novamente isolado por Nani, falhou a baliza.

Aos 80 minutos, o inevitável Bendtner não perdeu a ocasião de empatar, com um golpe de cabeça, após livrar-se de Pepe, correspondendo a um cruzamento largo da direita de Jacobsen.

O jogo acabou por ser decidido a três minutos do fim, pelo suplente Varela, que, após cruzamento da esquerda de Fábio Coentrão, falhou o primeiro remate e, depois, na insistência, com o pé direito, rematou imparável para a vitória lusa.

FONTE: Bomdia.lu

[ Seleção realiza último treino antes de defrontar Dinamarca ]

[ Euro2012: Portugal entra com o pé esquerdo… ]

Artigos relacionados

Últimos artigos