3.8 C
Bruxelas
8 Dezembro 2022

Passos sofre pesada derrota

Clique para ampliar Primeiro-ministro admite um dos piores resultados do PSD, mas garante que Governo vai manter políticas.

Triste e cinzento como o tempo na rua, assim era ontem o ambiente na sede nacional do PSD, na rua de S. Caetano à Lapa, em Lisboa. Depois de horas reunido com o núcleo duro do partido, às 23h25 Passos Coelho reconheceu o “resultado claramente negativo a nível nacional” do PSD e a “vitória muito significativa” do PS nas eleições autárquicas. O líder social-democrata falou mesmo de “um dos piores resultados ao nível daqueles dos anos 80 e 90”, falando numa “derrota eleitoral nacional”.

Já como primeiro-ministro, Passos sublinhou que “estas eleições eram eleições autárquicas, não eleições nacionais”, mas têm uma leitura nacional, acrescentando que irá, ainda assim, continuar o caminho para “recuperar a possibilidade de Portugal voltar a crescer”. Um caminho que foi seguido pelos candidatos autárquicos do PSD, que não terão cedido “ao populismo” e mantiveram “os pés bem assentes na terra”. É com esses mesmos “pés assentes na terra” que o Governo irá manter as suas políticas, com “sacrifícios para o futuro”. “É esse o caminho que irei continuar a seguir”, garantiu Passos, concluindo: “É merecida uma palavra de conforto a todos aqueles que disputaram eleições em condições muito desfavoráveis.”

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/atualidade/passos-sofre-pesada-derrota

Artigos relacionados

Últimos artigos