3.4 C
Bruxelas
5 Dezembro 2022

Passos Coelho diz que Governo está a trabalhar para criar “oportunidades”

Clique para ampliar O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, afirmou esta quinta-feira, em Paris, que o Governo está a trabalhar “muito intensamente” para criar “oportunidades” em Portugal, e para que o país seja “uma espécie de ancoradouro de gente de todo o mundo”.

Pedro Passos Coelho, que realiza esta quinta-feira uma visita de trabalho a França, falava na embaixada de Portugal em Paris, onde entregou as primeiras bibliotecas do Plano de Incentivo à Leitura em desenvolvimento pelo Camões — Instituto da Cooperação e da Língua, junto da rede de Ensino Português no Estrangeiro (EPE).

“Agora, a maior parte das pessoas não vê, infelizmente, ainda, uma grande oportunidade em Portugal, mas estamos a trabalhar muito intensamente para que essas oportunidades apareçam também”, afirmou.
O primeiro-ministro acrescentou que o Governo olha para Portugal “não apenas como um país que precisa de criar condições de realização pessoal e profissional para os seus cidadãos, em particular para os mais jovens”, mas também “como uma espécie de ancoradouro de gente de todo o mundo”.

“Como dizia [Fernando] Pessoa, a nossa pátria é a nossa língua. Não há apenas um objetivo económico quando pensamos na influência da língua. Sabemos que também há uma componente económica grande, mas antes dessa há muitas outras dimensões – vivenciais, culturais, civilizacionais – que estão adstritas à nossa língua”, afirmou.

Este plano prevê ações de incentivo à leitura de obras de autores portugueses ou de língua portuguesa junto das crianças e jovens que frequentam os cursos de língua e cultura portuguesas do Camões, IP na África do Sul, Alemanha, Andorra, Bélgica, Canadá, Espanha, Estados Unidos, França, Luxemburgo, Namíbia, Países Baixos, Reino Unido, Suazilândia, Suíça e Zimbabué.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/politica/passos-coelho-diz-que-governo-esta-a-trabalhar-para-criar-oportunidades

[ Passos: Previsões afastam receios de “espiral recessiva” ]

Artigos relacionados

Últimos artigos