25.5 C
Bruxelas
18 Agosto 2022

Os Lusitanos

Contam-se histórias de duros combates entre os romanos e os lusitanos entre os anos de 193 e 45 a.C.

Enquanto os romanos tinham o hábito de fazer grandes batalhas, os lusitanos organizavam-se de outra forma, atacando quando os inimigos menos esperavam, numa técnica parecida com a actual guerrilha : surtidas e ataques surpresa.

Os LusitanosUsavam armas ofensivas (punhais, espadas dardos e lanças) e defensivas (pequenos escudos redondos, apresentando uma concavidade central, de modo a interceptarem as setas).

O corpo era protegido de forma rudimentar, com uma couraça de linho espesso, e usavam capacetes metálicos ou de couro, como os povos do centro da Europa.

O famoso herói Viriato era lusitano. Era o líder dos Lusitanos na resistência aos Romanos. Pensa-se que foi assassinado à traição em 139 a.C.

O seu maior impacto fez-se sentir particularmente a partir de 147 a.C., depois de ter sido aceite uma proposta de paz com os romanos.

Consta que, estando os lusitanos desarmados, o pretor (um magistrado romano) Sérvio Galba terá mandado assassinar 9000 homens e vendido cerca de 20 000 na Gália, como escravos. <!–[if !vml]–><!–[endif]–>

Cada vez mais sozinhos na sua luta, os lusitanos foram finalmente integrados na administração romana em 25 a.C.

Antes da chegada dos romanos, a cultura lusitana incluía uma arquitectura de pedra, com grupos de habitações em forma de círculo, com muros a constituírem castros (ou citânias).

Normalmente localizavam as suas aldeias em zonas de difícil acesso e defendidas por muralhas.

Os LusitanosPraticavam uma agricultura rudimentar, completada com caça, pesca e pastorícia. Mesmo assim, ainda exerciam algum comércio.

Fazia parte dos seus hábitos a prática de uma religião panteísta, marcada por divindades ligadas à terra ou à fecundidade.

Em relação à arte (particularmente em objectos utilitários ou de adorno), é de salientar a ourivesaria. Eram muito desenvolvidos nesta área devido à riqueza em ouro das regiões que ocupavam.

Foram encontradas muitas peças desta época, de grande originalidade decorativa, com técnicas de granulado, estampilhado e filigrana, entre outras.

Adaptado do site Júnior (www.junior.te.pt)

Artigos relacionados

Últimos artigos