17.9 C
Bruxelas
18 Agosto 2022

OCDE dá nota positiva à saúde

Clique para ampliar As medidas desenvolvidas em Portugal para diminuir o tempo de espera para os serviços de cuidados de saúde é enaltecida num relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) sobre o assunto divulgado esta segunda-feira.

O relatório, intitulado “Políticas sobre os tempos de espera no setor da saúde”, deverá ser divulgado na íntegra na quarta-feira, revelou a agência Lusa, e dará conta das medidas desenvolvidas nos países da OCDE para o combate aos tempos de espera, nomeadamente para uma cirurgia.

O documento sublinha a importância de analisar as medidas que efetivamente funcionam, perante a ameaça do tempo de espera voltar a subir devido à crise económica e “às fortes pressões sobre os orçamentos públicos”.

De acordo com o sumário da publicação, um estudo recente da OCDE revelou problemas com os tempos de espera em quase todos os países desta organização, envolvendo os cuidados de saúde primários, especialidades no ambulatório, atendimento de emergência, tratamento do cancro e cuidados eletivos.

O documento indicou que mais de metade destes países apresenta prolongados tempos de espera para tratamentos eletivos, os quais são uma questão política controversa.

Entre 2001 e 2004, a OCDE realizou um projeto de revisão das políticas de combate aos tempos de espera excessivos em treze países: Austrália, Canadá, Dinamarca, Finlândia, Irlanda, Itália, Holanda, Nova Zelândia, Noruega, Portugal, Espanha, Suécia e Reino Unido.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/ocde-da-nota-positiva-a-saude

Artigos relacionados

Últimos artigos