21.4 C
Bruxelas
17 Agosto 2022

O top 10 das vedetas mais mal comportadas

Clique para ampliar As celebridades têm vidas de luxo, são ricas, desejadas e invejadas, mas, estão longe de ser perfeitas. Por estarem mais expostas ao escrutínio dos media, as suas aventuras e desventuras fazem as delícias de uma opinião pública que se congratula em descobrir que as estrelas também têm «esqueletos no armário».A revista Time estabelece um ranking das estrelas que já provaram que merecem o rótulo de «mal comportadas».


Lindsay Lohan – a estrela de filmes infantis que se tornou uma ad girl

Se começou por ser notícia na imprensa cor-de-rosa pela sua presença constante em festas e rambóias, com o tempo Lindsey Lohan passou a marcar presença nos tablóides por motivos mais graves. A partir de 2007 a fama de party girl deu lugar à de ad girl e Lohan degenerou numa espiral de consumo e posse de drogas. Tendo já estado presente em tribunal sucessivas vezes, a actriz foi recentemente condenada por roubo, tendo sido obrigada a cumprir 14 dias de prisão domiciliária, 480 horas de trabalho comunitário e três anos de pena suspensa.

Paris Hilton – a herdeira mal comportada

Em 2006 a socialite norte-americana (na foto) seria presa por conduzir embriagada, o que resultaria na inibição de conduzir. Durante o período de vigência da proibição foi apanhada três vezes a conduzir, até que um juiz decretou a sua prisão por 20 dias. Este não foi o único caso em que Paris Hitlon esteve envolvida. Recentemente Hilton foi detida por posse de droga.

Jim Morrison – a Lenda e os seus problemas com a Lei

O vocalista dos Doors teve vários incidentes com a lei, muitos deles decorrentes do seu comportamento durante os concertos. Em Dezembro de 1967 foi preso por atentado ao pudor durante um espectáculo e nove meses seria detido por condução perigosa de avião. No entanto, a sua prisão mais mediática ocorreu depois de ter simulado sexuais durante um concerto em Miami. Em 1971, aos 27 anos, Jim Morrison morreria na banheira, alegadamente de ataque cardíaco. Especulou-se que a causa da morte seria overdose provocada por álcool e drogas, apesar de não lhe ser conhecida nenhuma dependência por heroína.

O mau feitio de Mel Gibson

Em Julho de 2006 o actor premiado de Hollywood foi preso por conduzir embriagado. Recebeu uma multa, ficou três anos em liberdade condicional e viu-se obrigado a participar num programa de cura de alcoolismo. No entanto, o maior escândalo em que esteve envolvido foi consequência de algumas declarações anti-semitas que proferiu. Quando se tornou conhecido que teria declarado que «os judeus são responsáveis por todas as guerras no mundo», Mel Gibson pediu desculpas, mas a sua reputação ficaria para sempre marcada.

James Brown – o longo historial do Pai do Soul

Os problemas de James Brown com a lei começaram cedo. Logo aos 16 anos foi apanhado, na companhia de um grupo de amigos, a roubar carros. Em 1988 viria a ser preso por tráfico de drogas e armas e, em 2004, por violência doméstica.

Robert Mitchum – pioneiro do consumo de marijuana

O actor da época dourada de Hollywood (anos 50 e 60), que desempenhou vários papéis importantes em filmes de estilo noir, e que esteve inclusive nomeado para um Óscar, foi preso e condenado por posse de marijuana em 1948, uma altura em que o consumo desta droga ainda era pouco frequente.

Hugh Grant – «afinal não é um cavalheiro»

Em 1995 Grant foi preso por conduta obscena em público na companhia de uma prostituta, da qual resultou a sua prisão por um período de duas semanas. Apenas a sua honestidade quanto ao sucedido ajudaria a limpar a sua imagem em Hollywood.

Paul McCartney – reincidente na posse de drogas

Em 1980, Paul McCartney é preso na chegada ao aeroporto de Tóquio, por transportar consigo uma quantidade considerável de marijuana. O cantor dos Beatles viria mais tarde a confessar que levou a droga consigo porque «era boa demais para deitar fora». Essa sua atitude teve como resultado 10 dias numa prisão japonesa, após os quais foi deportado para os EUA. No total o artista britânico foi preso quatro vezes por posse de droga, duas em 1972 e uma em 1984.

Boy George – preso por agressão sexual

O cantor pop britânico foi acusado e condenado por encarcerar e agredir um modelo norueguês. O modelo contou às autoridades que George o prendeu, algemou e depois lhe bateu com uma corrente. Um tribunal de Londres condenou-o a 15 meses de prisão, dos quais o cantor só cumpriria quatro, pois seria libertado por bom comportamento.

Winona Rider – actriz nomeada para Óscar rouba milhares de dólares em roupa

A actriz chocou os fãs ao ser presa em Dezembro de 2001 por roubar milhares de dólares em produtos na loja Saks, da 5ªAvenida em Beverly Hills. Apesar de se ter declarado inocente foi condenada por roubo e vandalismo (por ter retirado os dispositivos anti-roubo das peças de roupa). Acabou por ser condenada ao pagamento de uma multa e a três anos de liberdade condicional.

Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos