18.8 C
Bruxelas
19 Agosto 2022

O novo hotel lisboeta que faz pensar nas Arábias

Clique para ampliar Os maiores luxos do hotel Myriad serão a localização e as vistas. Mas há muito mais no novíssimo cinco estrelas de Lisboa: o hotel acompanha a Torre Vasco da Gama até 140m de altura.

Há um toque Dubai nas próprias apresentações deste novo hotel, destinado a ser um ícone instantâneo da hotelaria lisboeta e lusa: “majestoso” e “um vislumbre do futuro” é como o grupo Sana, que gere o Myriad, inicia a chamada. Nas várias presenças online, o hotel fez mesmo uma contagem decrescente para a abertura, apelando a slogans como “o início de uma lenda”.

A localização do Myriad é, de facto, soberba, com o rio Tejo aos pés e o edifício mais alto do país, a Torre Vasco da Gama, a conviver consigo paredes-meias. Nos seus 22 pisos, o hotel, projecto do arquitecto Nuno Leónidas, sobe a 140m. Destinado a um turismo de luxo – mas também ao sector das reuniões e seminários -, abre a hóspedes em regime de pré-inauguração esta quinta-feira, dia 20 de Setembro, com 186 quartos e suites, dois restaurantes (um panorâmico no topo do edifício), spa (no último piso) e um centro de congressos ao lado.

Ao longo do edíficio, que, sem a tocar, acompanha a torre que para sempre significa Expo 98 e se tornou a imagem-chave da Lisboa moderna, um elevador panorâmico poderá ser atracção suficiente para muitos, com direito a grandes vistas sobre Tejo, estuário, Parque das Nações e mais além.

Quem quiser aproveitar o período especial de abertura, poderá tentar reservar um dos quartos cujo preço, por agora, começa em 190€ o duplo (mas, sublinham, o valor promocional não inclui pequeno-almoço). Já uma suite poderá ficar por cerca de 535€.

São 186 quartos e suites (55 a 59m2 e sala de estar separada) com uma decoração contemporânea e, particularmente, garantem boas vistas para o Tejo e arredores. Incluem-se 150 quartos deluxe (25 a 30 m2), 26 considerados premium (30 a 37 m2), nove suites e a suite presidencial. Há quartos comunicantes e com banheira de hidromassagem ou duche com injectores de massagem. Há mimos como ligação multimédia para MP3 player e Internet wireless gratuita (o que não é tão comum assim na hotelaria). Os quartos possuem secretária/zona de trabalho, televisão, máquina de café expresso e minibar.

O “must” deste hotel: o restaurante panorâmico no topo do edifício. Quando abrir, oferecerá serviço de jantares com altas vistas e zona exterior. No piso térreo fica o mais acessível bar-restaurante River Lounge, de horário alargado e que serve almoços e jantares, além de propôr carta de bebidas, cocktails e snacks – também possui zona exterior.

Há uma piscina interior com zona de massagem, fitness centre e o spa Sayanna Wellness no último piso, incluindo paredes-janela (e duas salas de massagem, sala de tratamentos estéticos, sauna, banho turco, flotarium, duche hamman e VIP SPA Suite para duas pessoas).

FONTE: Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos