0.4 C
Bruxelas
4 Dezembro 2022

O historial do Benfica na Champions League

Clique para ampliar O Benfica é o oitavo clube com mais presenças nas meias-finais da principal prova europeia de clubes de futebol, mas desde de 1990 que não entra nos quatro melhores.

Após o nascimento da Liga dos Campeões, em 1991/92, nunca os “encarnados” atingiram as “meias”, meta que estão agora a uma eliminatória de atingir: o adversário é o Chelsea (terça-feira, na Luz, e a 04 de abril, em Stamford Bridge).

Na “era Champions”, o Benfica já tinha estado três vezes nesta situação, a primeira logo em 1991/92, quando passou duas eliminatórias (a segunda face ao Arsenal) e integrou a primeira fase de grupos de sempre na competição.

FC Barcelona, Sparta de Praga e Dínamo de Kiev foram os adversários dos “encarnados”, que chegaram à sexta e última ronda com possibilidades de vencer o grupo – única possibilidade de seguir em frente, para a final.

A presença na final de Wembley dependia, porém, de um triunfo em pleno Nou Camp e o resultado foi uma derrota por 2-1 face ao “Barça”, que viria a sagrar campeão europeu pela primeira vez, às custas de Ronald Koeman, face à Sampdória.

Em 1994/95, o Benfica chegou facilmente aos “quartos”, após vencer o seu grupo (face a Anderlecht, Steaua e Hajduk Split), para tombar frente ao AC Milan, que ganhou em casa por 2-0 e, depois, controlou na Luz (0-0).

A derradeira presença dos “encarnados” na antecâmara das “meias” data de 2005/2006 e o “carrasco” voltou a ser o FC Barcelona, que embalaria para o seu segundo título europeu, sob o comando de Frank Rijkaard, o autor do golo que derrotou o Benfica na última final (0-1 com o AC Milan, em 1990).

O primeiro encontro, na Luz, terminou empatado a zero e, no Nou Camp, o “mal-amado” Moretto ainda parou uma grande penalidade de Ronaldinho, mas os catalães venceram por 2-0 (bateriam o Arsenal por 2-1, na final de Paris).

O Benfica volta agora a ter a hipótese de chegar às “meias” e de repetir o que conseguiu em 1960/61, 61/62, 62/63, 64/65, 67/68, 71/72, 87/88 e 89/90.

Os “encarnados” chegaram ao título nas duas primeiras e ainda conseguiram mais cinco presenças em finais, falhando apenas em 1971/72, eliminados pelo Ajax, de Johan Cruyff, que venceria nessa época o segundo de três cetros consecutivos.

No que respeita a presenças nas “meias”, o Real Madrid é líder isoladíssimo, com 22, contra 13 de Bayern Munique e 12 de AC Milan, FC Barcelona e Manchester United.

À frente dos “encarnados”, estão ainda a Juventus (10) e o Liverpool (nove), enquanto o Ajax e o Inter de Milão somam as mesmas oito. O 11.º do “ranking” é o Chelsea, que conta cinco, todas na última década.

– Clubes com mais presenças nas meias-finais:

1. Real Madrid, Esp 22.

2. Bayern Munique, Ale 13.

3. AC Milan, Ita 12 (x).

. FC Barcelona, Esp 12 (x).

5. Manchester United, Ing 12.

6. Juventus, Ita 10.

7. Liverpool, Ing 9.

8. Benfica, Por 8.

. Ajax, Hol 8.

. Inter Milão, Ita 8.

(x) – O FC Barcelona (1991/92) e o AC Milan (1992/93) saltaram diretamente da fase de grupos para a final.

FONTE: Bomdia.lu

[ UEFA: Benfica defronta Chelsea nos “quartos” ]

[ Benfica nos quartos-de-final da Liga dos Campeões ]

Artigos relacionados

Últimos artigos