27.4 C
Bruxelas
13 Agosto 2022

Nova greve dos controladores vai durar cinco dias

Clique para ampliar A greve dos trabalhadores da NAV, empresa responsável pela gestão do espaço aéreo, poderá afecta 156 mil passageiros da TAP, disse hoje à Lusa fonte oficial da TAP. Este número, explicou a mesma fonte, diz respeito ao total de passageiros que tem reservas na TAP durante o período da greve.

A companhia aérea está a reprogramar a sua operação, «alterando os horários dos voos para antes ou depois» dos períodos de greve anunciados, de acordo com uma informação disponível na página da TAP na internet.

«Com o objectivo de atenuar tanto quanto possível os efeitos dessa paralisação, a TAP informa que está a autorizar alterações de voos para outras datas sem custos adicionais», afirma a companhia aérea, acrescentando que aguarda a definição dos serviços mínimos para decidir o eventual cancelamento de voos.

Os trabalhadores da NAV em Portugal Continental e na Madeira estarão em greve a 29 e 30 de Junho e a 3 de Julho, das 6h às 12h e das 18h às 22h, voltando a parar a 1 e 2 de Julho, das 6h às 12h e das 17h às 21h.

Já nas dependências da NAV nos Açores, a greve abrangerá os dias 29 e 30 de Junho, 3 de Julho (nestes três dias entre as 5h e as 11h e entre as 17h as 21h), 1 e 2 de Julho (das 5h às 11h e das 16h às 22h).

Todos os trabalhadores da NAV estarão também em greve a 2 de Julho, durante o período da manhã.

Os trabalhadores da NAV têm cumprido várias greves para contestar a «continuada ausência? de respostas do Governo para uma situação de «instabilidade social sem paralelo» na empresa, queixando-se do impacto das medidas de contenção orçamental.

A última greve dos trabalhadores da NAV decorreu em Maio, abrangeu cinco dias e afectou centenas de voos.

FONTE: Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos