18.8 C
Bruxelas
19 Agosto 2022

Nobel da Física atribuído a francês e norte-americano

Clique para ampliar Os cientistas Serge Haroche, de nacionalidade francesa, e David Wineland, norte-americano, foram estar terça-feira reconhecidos com o prémio Nobel da Física 2012 “por métodos experimentais inovadores que permitem medir e manipular sistemas quânticos individuais”, anunciou o Comité Nobel.

A temporada dos prémios Nobel 2012 começou na passada segunda-feira com o anúncio do Nobel da Medicina e prossegue esta terça-feira com o da Física, na quarta-feira com o da Química, na quinta com o da Literatura, na sexta com o da Paz e termina no dia 15 com o Nobel da Economia.

Serge Haroche e David J. Wineland inventaram e desenvolveram, independentemente, métodos de medir e manipular partículas individuais, preservando a sua natureza quântica-mecânica de uma forma até então considerada impossível, escreve a Real Academia Sueca das Ciências no comunicado em que anuncia os laureados.

Segundo a organizçaão responsável pela atribuição dos Prémio Nobel, os dois cientistas “abriram a porta a uma nova era de experimentação na física quântica, ao demonstrar a observação directa de partículas quânticas individuais sem as destruir”.

O comunicado explica que, para partículas individuais de luz ou de matéria, as leis da física clássica deixam de se aplicar e a física quântica toma o seu lugar. Mas as partículas individuais não são fáceis de isolar e perdem as misteriosas propriedades quânticas assim que interagem com o mundo exterior.

Por isso, muitos dos fenómenos bizarros previstos pela física quântica não podiam ser observados directamente e os investigadores só podiam fazer experiências mentais que, em princípio, manifestariam esses fenómenos.
Através dos “métodos laboratoriais engenhosos”, Haroche e Wineland, juntamente com as suas equipas, conseguiram medir e controlar estados quânticos muito frágeis, que antes se consideravam inacessíveis à observação directa.

Os novos métodos permitiram-lhes examinar, controlar e contar as partículas, indica ainda a academia, adiantando que, apesar de as investigações serem independentes, os métodos têm muito em comum.

Os dois laureados trabalham na área da óptica quântica e estudam a interacção fundamental entre a luz e a matéria, uma área que tem evoluído consideravelmente desde meados da década de 1980.
Os seus métodos permitiram a este campo de estudo dar os primeiros passos na construção de um novo tipo de computador super-rápido baseado na física quântica.

“Talvez o computador quântico mude o nosso dia a dia neste século, como o computador clássico fez no século passado”, admite a Real Academia Sueca das Ciências.

A investigação também levou à construção de relógios extremamente precisos que poderão ser a base de uma nova medição do tempo com 100 vezes mais precisão do que os actuais relógios atómicos de césio, adianta o comunicado.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/nobel-da-fisica-atribuido-a-frances-e-norte-americano

Artigos relacionados

Últimos artigos