17.9 C
Bruxelas
18 Agosto 2022

Município açoriano de Ponta Delgada integra rede de apoio a imigrantes

A Câmara de Ponta Delgada, nos Açores, assinou hoje o protocolo que, em conjunto com outros municípios do país, coloca a autarquia na “Rede Integrar Valoriza”, que visa reforçar as políticas de integração de imigrantes em várias áreas.

Numa nota informativa enviada às redações, a autarquia da ilha de São Miguel adianta que “o protocolo foi assinado entre os vários municípios e a Secretária de Estado para a Integração e as Migrações, Cláudia Pereira, numa cerimónia ‘online’ que decorreu esta tarde sobre este projeto-piloto”.

Citada na nota, a vereadora do Desenvolvimento Social da Câmara Municipal de Ponta Delgada, Cristina Canto Tavares, destacou as várias valências de Ponta Delgada “em benefício da população migrante e com vista à sua integração na sociedade onde se insere”.

A vereadora destacou ser “uma honra” para o município de Ponta Delgada “fazer parte desta grande iniciativa, que vem precisamente ao encontro do trabalho que a autarquia tem vindo a desenvolver, há já largos anos, com a Associação dos Imigrantes nos Açores (AIPA), e que levou, inclusivamente, à criação do Dia Municipal para a Igualdade”.

Para Cristina Canto Tavares, citada na mesma nota, o protocolo agora assinado “vai ajudar” a “prosseguir, com outras ferramentas”, no apoio aos migrantes que escolheram o concelho de Ponta Delgada para viver, passando o município de Ponta Delgada a poder trabalhar de “forma articulada e em rede com o Alto Comissariado para as Migrações e com as demais autarquias do país”.

“Este novo instrumento vai permitir aos migrantes uma maior integração, através de uma rede de contactos municipais de primeira linha, e garantir uma presença de proximidade”, salientou, lembrando que a autarquia apoia “várias famílias migrantes, através do Fundo Municipal de Emergência, e mais concretamente no apoio ao arrendamento”.

A Câmara Municipal de Ponta Delgada, a maior autarquia dos Açores, lembra que já integra “uma rede entre os serviços de atendimento ao público das câmaras municipais da região e os serviços de atendimento ao público da Direção Regional das Comunidades”, a designada “Rede Regional de Contactos Municipais para as Migrações”.

Segundo a vereadora, a Câmara de Ponta Delgada, em parceria com as instituições ligadas aos migrantes, trabalha com o objetivo de “combater desigualdades e encontrar oportunidades”.

“Respeitamos a identidade cultural de todos os que fazem parte da nossa sociedade, cada vez mais inclusiva. No entanto, torna-se necessário prosseguir os esforços com vista ao envolvimento coletivo e, ao mesmo tempo, fortalecer a consciência positiva relativamente ao fenómeno das migrações e do diálogo intercultural”, acrescentou.

Artigos relacionados

Últimos artigos