20.3 C
Bruxelas
15 Agosto 2022

Miguel Portas morre de cancro

Clique para ampliar A penúltima mensagem de Miguel Portas no Facebook foi uma “sugestão de um amigo libanês”. O eurodeputado publicou a 18 de Abril a música de Chico Buarque ‘O meu Amor’, cantada pela fadista portuguesa Cristina Branco. Homem de muitos e intensos amores, da política ao jornalismo, Miguel de Sacadura Cabral Portas morreu ontem cerca das 18h00, no Hospital ZNA Middelheim, na cidade belga de Antuérpia. Foi vítima de um cancro no pulmão.

Filho do arquitecto Nuno Portas e da colunista Helena Sacadura Cabral, irmão de Paulo Portas – que abandonou ontem as Jornadas Parlamentares do CDS nos Açores, viajando para a Bélgica – e de Catarina Portas, pai de André e Frederico Portas, Miguel cumpria o seu segundo mandato como eurodeputado do BE, tendo obtido como cabeça-de-lista o melhor resultado de sempre do partido nas últimas eleições europeias. O irmão pelo qual o ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, disse um dia numa entrevista na televisão ser capaz de se atirar a um poço -e vice-versa – tinha 53 anos e integrou o movimento Política XXI a partir de 1994, uma tendência que viria a ser englobada no Bloco de Esquerda, mas afastada da direcção.

Ao contrário de Francisco Louçã, defendia que o BE deveria procurar entendimentos à esquerda – incluindo o PS – para formar governo a médio ou longo prazo.

A sugestão do “amigo libanês”, que publicou no Facebook, revelava mais um dos grandes amores de Miguel Portas, depois da família, do jornalismo e da política: a região do Mediterrâneo, destino de muitas viagens e tema de dois dos seus livros.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/politica/miguel-portas-morre-de-cancro

Artigos relacionados

Últimos artigos