24.9 C
Bruxelas
8 Agosto 2022

Merkel e Hollande querem Grécia no euro

Clique para ampliar A chanceler alemã e o presidente francês garantem que vão trabalhar juntos para o crescimento económico e que querem a Grécia na zona euro.

O compromisso foi assumido esta terça-feira no final da primeira reunião de trabalho entre os dois líderes, escassas horas depois da tomada de posse de Hollande enquanto presidente da República francesa, a que se seguiu um jantar.

Angela Merkel e François Hollande garantiram que querem trabalhar juntos e mesmo apresentar ideias comuns aos parceiros europeus para o relançamento do crescimento económico na Europa.

Os dois líderes, que não se conheciam, sublinharam a importância de se entenderem, apesar das diferenças, “para o bem da Europa”. O responsável francês frisou que quer uma relação “equilibrada e respeitadora” das diferentes sensibilidades políticas mas igualmente “respeitadora dos parceiros europeus e das instituições comunitárias”.

Afirmaram que encontraram pontos comuns nas respectivas abordagens sobre o relançamento do crescimento económico, uma das grandes prioridades da campanha eleitoral de Hollande. Segundo o presidente francês, “o método” acordado no encontro de hoje passa por “colocar todas as ideias e todas as propostas na mesa” e só então decidir sobre os “instrumentos jurídicos” para lhes dar corpo. As ideias que enumerou incluíram a emissão de euro-obrigações.

Merkel e Hollande garantiram, ainda, que querem que a Grécia permaneça no euro, afirmando que respeitam a vontade do país de realizar novas eleições. Ambos disseram, igualmente, que estão disponíveis para promover medidas para ajudar a estimular a actividade económica na Grécia para minorar o “sofrimento” dos gregos, segundo a expressão de Hollande.

Estas declarações foram no dia em que se soube que haverá novas eleições na Grécia depois de terem fracassado todas as negociações para formar Governo.

FONTE: Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos