20 C
Bruxelas
8 Agosto 2022

Meia-final vale um milhão aos jogadores

Clique para ampliar A eventual passagem às meias-finais da Liga dos Campeões – para defrontar o Barcelona – vai proporcionar um bolo de um milhão de euros ao plantel do Benfica, verba a dividir pelos 27 profissionais que o integram.

Foi este o valor fixado na tabela de prémios elaborada no início da temporada, que contempla todas as competições em que a equipa está envolvida. Fora do bolo fica a equipa técnica, que não entra nestas contas.

Ao todo, cada jogador receberá 37 mil euros de prémio, caso o Benfica consiga inverter esta noite diante do Chelsea, em Stamford Bridge, o resultado negativo (0-1) que trouxe de Lisboa. Kalou apontou o único golo da partida no Estádio da Luz.

O CM sabe que a decisão de criar esta tabela logo no começo da época visou resolver o problema criado após a conquista do último título, em 2009/10. Ao longo de toda essa época, os jogadores foram falando sobre os prémios, questão encarada internamente com grande expectativa, mas nada passou para o papel. Apesar do título que venceram, os atletas acabaram por não receber qualquer bónus, como tinha ficado estipulado. Só o treinador Jorge Jesus recebeu o prémio: 500 mil euros.

Consequência directa ou não, a época seguinte ficou marcada por algum descontentamento e foi pouco satisfatória para as águias, que seguiram, impotentes, a caminhada triunfal do FC Porto rumo à conquista do campeonato.

No novo contrato do técnico principal, ficaram salvaguardados os seus interesses: Jesus passou a ser o técnico mais bem pago do futebol português, auferindo 250 mil euros mensais.
Há duas épocas, muitos jogadores do plantel de então reagiram mal ao facto de o treinador ter recebido o seu prémio e eles não, por entenderem que seria justo partilhar um feito conseguido por todo o grupo.

Foi justamente para valorizar o espírito de equipa que todos os jogadores foram incluídos na divisão dos prémios para a época, independentemente do número de jogos ou minutos realizados. No acordo entre a SAD e o plantel, os jogadores foram representados pelos capitães de equipa: o brasileiro Luisão (31 anos) e o uruguaio Maxi Pereira (27).

Alguns, como o guarda-redes Mika, ainda não se estrearam, mas têm igualmente a ganhar com a passagem às meias-finais. Agora, falta apenas ultrapassar o Chelsea para que a conquista do prémio seja efectiva.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/actualidade/meia-final-vale-um-milhao-aos-jogadores

[ Ver artigo relacionado ]
[ Ver artigo relacionado (2) ]
[ Ver artigo relacionado (3) ]

Artigos relacionados

Últimos artigos