4.1 C
Bruxelas
7 Dezembro 2022

Manter a fé segundo lei de São Kelvin

Clique para ampliar O Estádio do Dragão tem um novo herói. Com 19 anos e uma crista bem firme no penteado, o menino Kelvin saltou do banco e decidiu a favor dos azuis-e-brancos um jogo em que o Sp. Braga ficou perto de deixar o FC Porto a ver o título por um canudo.

De Paraná, no Brasil, até ao Porto, foi longa a viagem do miúdo que chegou em 2011. Ontem terá sido o momento que fez jus à crista e, recorrendo a termos populares, passou de pinto a galo.

Quando imperavam os assobios, São Kelvin surgiu e operou um milagre, com dois remates de pé esquerdo – o segundo conta com um desvio de um defesa bracarense -, transformando a contestação em aplausos e até em olés do público.

O final foi de festa, mas alguns percalços houve pelo caminho azul-e-branco. José Peseiro mostrou ao que vinha, ao escolher um onze sem qualquer ponta de lança, preferindo dar o comando do jogo a Vítor Pereira e apostar na velocidade de João Pedro, Alan e Mossoró. A fórmula até começou por resultar: os dois últimos executaram (23) um belíssimo lance que gelou inicialmente o Dragão.

Da Colômbia, James trouxe poder de fogo – que grande remate! -, que voltou a aquecer os ânimos dos adeptos, antes de uma segunda parte disputada em clima de grande nervosismo.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/atualidade/manter-a-fe-segundo-lei-de-sao-kelvin

Artigos relacionados

Últimos artigos