22.4 C
Bruxelas
10 Agosto 2022

Mads Ostberg ganha Rali de Portugal na secretaria

Clique para ampliar Um problema com a embraiagem do Citroen de Mikko Hirvonen pode ter ditado a retirada da vitória do finlandês no Rali de Portugal, no que teria sido o seu primeiro triunfo na prova lusa, 15.º na carreira.

De acordo com a organização, a decisão dos comissários desportivos surgiu na sequência do relatório apresentado pelos comissários técnicos, “que detetaram situações não conformes no Citroen”, nomeadamente que a “embraiagem montada no carro n.º 2 não está em conformidade com a Ficha de Homologação A5733 e por isso excluem o carro n.º 2 da classificação do evento”.

Além da embraiagem, também “o turbo (turbina) montado no carro n.º 2 parece não estar em conformidade”, segundo citou a organização, que adiantou que os comissários “suspendem a decisão nesta matéria e pedem ao delegado técnico da FIA para proceder a um exame mais detalhado, ficando a aguardar esse relatório para uma futura decisão”.

Apesar de a Citroen ter anunciado que vai recorrer da decisão dos comissários desportivos da prova, foi já publicada uma nova classificação, na qual o norueguês Mads Ostberg (Ford), segundo classificado, foi declarado vencedor.

Caso se confirme este volte face na prova portuguesa, Hirvonen e a Citroen sofrem um duro revés, numa prova em que, depois da intempérie de sexta-feira, dominaram claramente, permitindo-se gerir confortavelmente a vantagem ganha.

Após vários anos a ver a vitória escapar-se, nos dois últimos para o francês Sebastien Ogier, que entretanto saiu da Citroen para Hirvonen entrar, o piloto nórdico tinha finalmente conquistado o triunfo em Portugal, mas, a que teria sido uma das suas vitórias mais fáceis, afinal tornou-se num pesadelo.

Com a desclassificação de Hirvonen, Mads Ostberg foi declarado vencedor, um triunfo que entra no historial do piloto, mas que certamente não era da forma mais desejada, apesar do excelente rali protagonizado pelo nórdico.

Bom resultado também para o jovem russo Evgeny Novikov (Ford), que pode ascender à segunda posição, mas mais para a Ford, que, depois do desastre de sexta-feira, quando os seus dois pilotos saíram de estrada em classificativas consecutivas e numa altura em que lideravam, vê a Citroen falhar os pontos.

Além disso, o norueguês Petter Solberg ascendeu à terceira posição do rali e segunda do Mundial, a apenas quatro pontos do francês da Citroen Sebastien Loeb, octocampeão do Mundo e novamente líder do Mundial com 66 pontos, caindo Hirvonen de uma potencial liderança para a quarta posição, atrás de Ostberg, faltando agora saber o resultado do recurso da marca gaulesa.

FONTE: Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos