4.7 C
Bruxelas
29 Novembro 2022

Longas metragens no YouTube… mas só na América

Clique para ampliar O site de partilha de vídeos YouTube tornou-se agora um ponto de aluguer, com um catálogo de seis mil filmes que os cibernautas norte-americanos podem ver em rede, desde 2,99 a 3,99 dólares.


«As pessoas passam apenas 15 minutos por dia no YouTube e cinco horas em frente à televisão. Mas a fronteira entre a Internet e os outros meios de difusão (cabo e satélite) continua a diminuir e nós pensamos que isso vai mudar», afirmou Salar Kamangar, presidente do YouTube, no blogue do site, propriedade da Google.

O catálogo de seis mil filmes soma-se a vários títulos gratuitos, amadores e profissionais, já disponíveis no portal, adianta a AFP.

Na prática, o serviço do YouTube está entre o serviço iTunes, da Apple, e o Netflix, um site que aloja vídeos.

No YouTube, tal como no iTunes, o cibernauta paga por uma transacção, sendo que, uma vez alugado, o filme pode começar a ser visto dentro de um mês e assim que o cibernauta comece a vê-lo tem 24 horas para o fazer, momento a partir do qual o ficheiro é apagado. Em contrapartida, o filme não fica armazenado no computador e precisa de ligação à Internet para ser visto, como sucede nos filmes disponíveis em rede no site Netflix.

O Netflix, uma rede em plena expansão, começou por alugar filmes em DVD por assinatura. O portal permite a visualização de filmes online, à semelhança do novo serviço do YouTube, sendo que neste caso não é precisa assinatura.

O catálogo de aluguer de filmes do Youtube resulta da colaboração de vários grandes estúdios de Hollywood, incluindo a Sony Pictures, a Warner Bros, a NBC Universal, a Lionsgate e outros independentes. As películas estão disponíveis na página youtube.com/movies.

Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos