6.8 C
Bruxelas
29 Novembro 2022

Leonor Beleza recebe prémio por defender causas sociais

Clique para ampliar Leonor Beleza, ex-ministra da Saúde e atual presidente da Fundação Champalimaud recebeu esta segunda-feira, no Museu do Douro, na Régua, o Prémio Dona Antónia Ferreira 2010, por ser uma mulher “dedicada aos outros e ao serviço público”.


O prémio foi criado em 1989 pelos descendentes de Antónia Adelaide Ferreira, também conhecida como a Ferreirinha, e pela Sogrape Vinhos para distinguir uma figura feminina portuguesa que, devido às suas características humanas e capacidades de empreendedorismo, tenha replicado o exemplo da sua antecessora.

Na 23.ª edição do galardão, e no dia em que se assinalam os 200 anos do nascimento de Dona Antónia Ferreira (4 de julho de 1811), Leonor Beleza foi a mulher eleita, tendo recebido um prémio no valor de 7.500 euros.

“Fiquei muito surpreendida. Jamais imaginei receber o prémio, talvez pela dificuldade que eu tenho em perceber o que há de comum entre a matrona, Dona Antónia, e eu própria”, confiou Leonor Beleza.

A ex-ministra da Saúde adiantou que ter sido a eleita é uma “enorme satisfação e grande honra” porque se junta, desta forma, ao conjunto das ‘Donas Antónias’ distinguidas em edições anteriores.

O País, disse, precisa de pessoas com a capacidade de empreendimento, a visão e a coragem da Ferreirinha, porque esta soube reagir às dificuldades, fazer escolhas estratégicas e favorecer a produção e o comércio.

Além disso, a vencedora do Prémio Dona Antónia Adelaide Ferreira 2010 acredita que o prémio é uma forma de demonstrar que as mulheres têm um papel “importante” na sociedade.

Paralelamente à entrega da distinção, foi inaugurada a exposição Dona Antónia: Uma Vida Singular, no Museu do Douro, onde estará patente até 2012.

Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos