18.8 C
Bruxelas
19 Agosto 2022

Joe Berardo diz que tem de emigrar outra vez

Clique para ampliar O empresário Joe Berardo elogiou o encaixe financeiro resultante da venda do futebolista belga do Benfica Axel Witsel para os russos do Zenit, por 40 milhões de euros, considerando que o clube lisboeta deve apostar nos jovens jogadores portugueses.

“Eu acho fantástico. É um bom exemplo que explica porque é que eu sempre defendi o nosso presidente [Luís Filipe Vieira], que se dedicou praticamente a tempo inteiro ao Benfica, e os resultados estão à vista”, afirmou à agência Lusa Berardo.

Questionado também sobre as recentes transferências de Javi Garcia, do Benfica para o Manchester City, e de Hulk, do FC Porto para o Zenit (tal como Witsel), por montantes avultados, Berardo realçou o trabalho feito nos últimos anos pelos dirigentes desportivos portugueses.

“Não há dúvida de que o futebol português está todo de parabéns. Há muita gente que gosta de denegrir o futebol, mas oxalá que Portugal estivesse a nível mundial como está o futebol”, atirou.

Berardo deu os “parabéns aos dirigentes e desportistas portugueses, que colocaram Portugal acima do quinto lugar a nível mundial” e vincou que “a rentabilidade disto não é obtida com apoios do Governo, nem da roika\” (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional).

“Os dirigentes têm olho para o futuro. Sabem captar os bons jogadores. Ainda ontem [segunda-feira] vi na televisão uma festa de homenagem [organizada pelo Sporting] ao homem [Aurélio Pereira] que recrutou o Ronaldo e o Figo. Portanto, há pessoas com qualidade em Portugal, é preciso é dar oportunidades”, frisou o comendador.

Deitando um olhar ao país, Berardo referiu que “os portugueses têm tudo para melhorar a vida”, solicitando para que haja, na política, “uma nova solução para que haja a visão grande ou, como se diz em inglês, ver a ig picture”.

“Sou português, resido cá, fui emigrante e voltei. Agora, talvez tenha de emigrar outra vez. Isto está difícil, mas é o meu país de raiz e todos nós, mesmo que não estejamos muito contentes, temos de dar uma nova era de confiança ao país”, acrescentou.

O empresário ambicionou ainda que o país consiga ombrear com outros países, tal como faz no futebol.

“Se conseguimos estar entre os melhores do Mundo no futebol, onde competimos internacionalmente com os clubes ingleses, que têm orçamentos fenomenais, com os franceses e com os russos, é porque nós, portugueses, temos capacidade”, rematou Berardo.

FONTE: Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos