30.2 C
Bruxelas
11 Agosto 2022

Jesus descarta corte no salário

Clique para ampliar Jorge Jesus não aceitará baixar o seu salário para metade. O CM sabe que Luís Filipe Vieira já tentou sensibilizar o treinador nesse sentido, fazendo-lhe ver que “os tempos estão difíceis” e que não pode continuar com o mesmo salário, marcando uma reunião para tratar de um assunto “que não beneficia nenhum dos dois”.

No breve diálogo, mantido no Seixal, Vieira disse claramente a Jorge Jesus os números que tinha na cabeça: dois milhões brutos por ano, em vez dos atuais quatro milhões brutos. Embora o técnico não tenha dado resposta imediata, remetendo para a reunião entre os dois a sua posição, o CM sabe que Jorge Jesus descarta baixar para metade o seu salário, sobretudo se a proposta que lhe for apresentada contemplar apenas mais um ou dois anos de contrato. O técnico, sabe o CM, só admitirá receber três milhões por ano, mas na condição de o novo contrato nunca ser inferior a quatro anos.

Desta forma, embora com salário reduzido, Jesus ganharia, até final do mandato de Luís Filipe Vieira, que expira em 2016, os mesmos 12 milhões que assegurou ao renovar com as águias em maio de 2010, até 2013.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/sport/benfica/jesus-descarta-corte-no-salario

Artigos relacionados

Últimos artigos