25.5 C
Bruxelas
18 Agosto 2022

Jesus: Cardozo esteve inspirado

Clique para ampliar O treinador do Benfica, Jorge Jesus, reconheceu que a prestação da sua equipa na primeira parte e a “inspiração de Cardozo”, foram decisivos para a vitória de hoje, sobre o Rio Ave, por 2-1.


“Sabíamos que era um jogo difícil, o Rio Ave ainda luta por um lugar europeu, está fazer uma boa fase final de campeonato”, começou por dizer Jesus, completando: “Estávamos em débito emocional e físico, e a estratégia era enquanto tivéssemos força resolvermos o jogo. O Cardozo esteve inspirado nos minutos iniciais”.

Jorge Jesus reconheceu algum cansaço na equipa, mas frisou que os seus pupilos “geriram bem a vantagem”: “Sofremos o 2-1 a acabar o jogo, quando se notou algum cansaço nos jogadores. Foi difícil a recuperação, poucas horas depois de termos jogado. Mas das três equipas que jogaram na quinta-feira fomos a única a ganhar”.

O treinador do Benfica aproveitou, ainda, para retribuir as palavras de incentivo, deixadas, nos últimos dias, por André Villas-Boas e Domingos Paciência, técnicos do FC Porto e Sporting de Braga, respetivamente.

“São duas opiniões de colegas de profissão que sabem o que é a vida de um treinador. Agradeço e retribuo os elogios para os dois que vão estar numa final da Liga Europa onde gostaria muito de estar”, afirmou.

Do outro lado, Carlos Brito, treinador do Rio Ave, considerou que depois de ter sofrido o primeiro golo, logo aos 07 minutos, a sua equipa “pareceu mordida pela mosca tsé tsé”.

“Entramos bem no jogo, mas após termos sofrido o 1-0, pareceu que fomos mordidos pela mosca tsé tsé, deu-nos um sono e uma apatia que não é normal nesta equipa”, analisou O técnico dos nortenhos.

Carlos Brito considerou que o Rio Ave não deixou, neste jogo, a imagem que mostrou em outras partidas do campeonato: “Acusamos em demasia o golo. Não foi normal, não era o Rio Ave que estava ali, tivemos uma postura diferente do que mostramos em outras partidas. Na segunda parte estivemos mais perto do que realmente valemos”.

Apesar da desta derrota, o treinador do emblema da foz do Ave, acredita que a equipa ainda tem uma palavra a dizer na luta por uma classificação europeia.

“Com os resultados das outras equipas, ninguém nos pode levar a mal acharmos que podemos conseguir chegar a uma classificação europeia. Temos de vencer o último jogo, e apesar de não dependermos de nós, é excecional termos essa possibilidade”, concluiu.

Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos