3.8 C
Bruxelas
8 Dezembro 2022

Já provou bombons com recheio de azeitona?

Clique para ampliar Produtos alentejanos como a azeitona ou o azeite e outros ingredientes, como pimenta, vinagre balsâmico, caipirinha e foie gras, são utilizados por um pasteleiro de Montemor-o-Novo para dar um sabor “mais exótico” aos bombons de chocolate que produz.

Na cozinha da Pastelaria Capri, numa das principais ruas da cidade alentejana, por entre máquinas e utensílios, António Melgão confeciona todo o tipo de bombons de chocolate, mas o “segredo” das suas receitas está na inclusão de ingredientes menos habituais.

“A azeitona, a pimenta, o vinagre balsâmico, o azeite e mesmo o foie gras” são “dos produtos mais exóticos que tenho utilizado e que, se calhar, são menos vistos num bombom”, conta à Agência Lusa o pasteleiro e empresário.

Perante a “singularidade” dos seus bombons, António Melgão afiança que os clientes, quando olham para um, como o de azeitona, “ficam com alguma expetativa sobre o que irão encontrar”, mas depois de provarem a reação é “positiva”.

O cliente quando prova “fica talvez um pouco surpreso”, porque “não imaginava que, de um produto salgado, se possa fazer um bombom doce, agradável e com uma textura cremosa”, afirma.

Com mais de 20 anos de experiência na área da pastelaria, António Melgão diz que o segredo para confecionar bombons de chocolate com estes produtos “menos habituais” está “na técnica e no conhecimento” que tem sobre “a química dos alimentos”.

“Se soubermos as técnicas e o comportamento dos ingredientes, conseguimos criar todo o tipo de bombons, com todos os sabores e aromas que possamos imaginar”, o que não invalida a doçura e o equilíbrio do produto, assevera o pasteleiro.

Mas nem sempre foi assim. No início, recorda, “limitava-se” às receitas já existentes ou elaboradas por outros pasteleiros.

Hoje em dia, já consegue “idealizar” as suas, o que permite escolher sabores, aromas, tipo de chocolate, textura e o tempo de duração do bombom.

Apesar da formação sobre chocolate que recebeu em Paris e Lyon (França) e em Barcelona (Espanha), António Melgão quer continuar a aprender novas técnicas e a criar novos bombons, com novos ingredientes e novas texturas.

Por isso, já está a pensar num novo sabor para o verão.

“Depois da Páscoa, vou dedicar-me a criar um bombom que seja mais fresco” e que possa ser comercializado no verão, em que as temperaturas são mais elevadas: “Talvez” um que leve “muita fruta”.

Além do estabelecimento comercial que possui em Montemor-o-Novo, o pasteleiro e empresário tem também uma escola de pastelaria, dando aulas na cidade alentejana e em Barcelona.

FONTE: Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos