25.5 C
Bruxelas
18 Agosto 2022

Ilha Terceira, nos Açores, vai ter seis ligações aéreas ao estrangeiro no verão

A ilha Terceira, nos Açores, terá pelo menos seis ligações diretas ao estrangeiro no verão IATA, cinco das quais para a América do Norte, adiantou hoje à Lusa o vice-presidente do Governo Regional, Artur Lima.

“São seis destinos diferentes. Nunca a Terceira teve tantas ligações ao exterior num verão IATA [International Air Transport Association]”, avançou o vice-presidente do executivo açoriano (PSD/CDS-PP/PPM), que tutela a Aerogare Civil das Lajes, na ilha Terceira.

Segundo Artur Lima, para além das ligações a Boston (Estados Unidos da América) e Toronto (Canadá), que já estavam confirmadas, pela companhia aérea açoriana Azores Airlines, do grupo SATA, serão realizados também pela mesma transportadora voos diretos a Nova Iorque (EUA) e Montreal (Canadá).

Somam-se a estes uma ligação a Londres, assegurada pela British Airways, que já tinha sido anunciada, e a ligação a Oakland (Estados Unidos) será retomada por uma companhia aérea ainda não revelada.

“Vamos ter um voo pela primeira vez Terceira-Nova Iorque, com ligação ao [aeroporto] JFK e vamos ter outro voo para Montreal, que também é muito interessante”, salientou o governante.

Está ainda a ser trabalhada uma possível ligação a Cabo Verde, em continuidade da rota de Boston.

“A SATA está a trabalhar no sentido de conseguirmos fazer Boston-Terceira-Cabo Verde”, avançou Artur Lima.

O vice-presidente do executivo açoriano adiantou ainda que está previsto um reforço de ligações entre a Terceira e o Porto, no verão, realçando as “oportunidades” que estas ligações trarão para o desenvolvimento turístico da ilha e do grupo central.

“Vai haver um grande novo impulso. Oxalá os empresários tenham capacidade de resposta, se adaptem, e vamos tentar que as coisas corram pelo melhor”, frisou.

Artur Lima salientou que este reforço de ligações para a ilha Terceira decorre de um trabalho conjunto de várias entidades.

“Quero deixar aqui um reconhecimento muito justo à Câmara de Comércio de Angra do Heroísmo, à administração da SATA e à direção da aerogare [das Lajes]. Estas três entidades têm trabalhado em conjunto e o resultado é um resultado que ainda queremos melhorar, mas já é considerável e muito positivo para a ilha Terceira”, apontou.

Um maior aumento de ligações aéreas à ilha Terceira está dependente de obras na Aerogare Civil das Lajes, que já estão planeadas, segundo o vice-presidente do Governo Regional.

“Vamos requalificar a Aerogare Civil das Lajes, para que possamos aumentar o número de portas de embarque, para assim podermos também acolher mais ligações”, afirmou.

O grupo parlamentar do CDS-PP/Açores, partido liderado na região por Artur Lima, congratulou-se hoje, em comunicado de imprensa, com o reforço do número de rotas para a ilha Terceira, alegando que “abrem perspetivas de recuperação para o setor turístico”.

“Confiamos que o verão de 2022 será um marco de viragem nas ligações aéreas para a ilha Terceira, conscientes da importância que a diversificação de rotas tem para a economia da ilha Terceira e dos Açores, nomeadamente para o setor do turismo”, afirmou o deputado centrista Pedro Pinto.

Para além da captação de novos fluxos turísticos, o deputado do CDS-PP considerou que estas rotas serão “um importante elo de ligação dos Açores às suas comunidades emigrantes”.

“São boas notícias para os açorianos e para a companhia aérea [SATA] que necessita de recuperar um pesado passivo financeiro”, frisou.

Artigos relacionados

Últimos artigos