6.8 C
Bruxelas
29 Novembro 2022

Guiné-Bissau: 22 mortos em naufrágio de piroga

Clique para ampliar Vinte e dois mortos e 59 sobreviventes é o “balanço provisório” de um naufrágio de piroga ocorrido esta sexta-feira Guiné-Bissau, disse à Lusa o diretor do hospital Simão Mendes, Lassana NTchassó, de Bissau.

De acordo com o direcor e médico no Simão Mendes, as pessoas resgatadas com vida estão a receber tratamento “estando quase todas fora de perigo”. Os corpos já se encontram todos na morgue do hospital, acrescentou.

Um sobrevivente, que a família pediu para não ser identificado, disse à Lusa que a piroga, com capacidade para transportar entre 100 a 120 pessoas, afundou-se porque começou a meter água e os passageiros atiraram-se ao mar.

“Saímos de Bolama por volta das 09h00 [hora local] e, duas horas depois, estávamos quase a chegar a Bissau, ao largo de ilha de Arca, a canoa começou a meter água e as pessoas viram que estava a afundar-se e atiraram-se ao mar”, contou o sobrevivente, envolto numa cobertura térmica.

Na piroga, seguiam dois médicos portugueses da AMI, que saíram ilesos do acidente por se terem atirado ao mar e, a nado, conseguiram chegar à costa de Bissau, contou o sobrevivente.

O pessoal da organização não-governamental Afectos com Letras, que esta tarde ia dar um lanche às crianças internadas no Simão Mendes, também está a prestar socorro aos náufragos.

NTchassó destacou as ajudas que o hospital tem estado a receber do pessoal médico, mesmo dos que não estavam de serviço, mas também criticou a concentração de pessoas no hospital.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/internacional/mundo/guine-bissau-22-mortos-em-naufragio-de-piroga

Artigos relacionados

Últimos artigos