31.6 C
Bruxelas
13 Agosto 2022

Governo acaba com 120 chefes na PSP

Clique para ampliar O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, anunciou a redução de mais de 120 cargos de chefia na PSP e de 412 núcleos e secções nos diversos comandos desta força de segurança.

“Pretende-se assim introduzir mecanismos mais flexíveis ao nível dos cargos de direção intermédia, e reduzir o peso burocrático na organização da Polícia numa lógica de otimização dos recursos e de maior eficiência nos procedimentos”, disse Miguel Macedo na cerimónia que assinalou o 145.º aniversário da PSP.

Nesse sentido, adiantou uma redução de mais de 120 cargos de chefia da PSP e a passagem dos núcleos e secções, nos diversos comandos distritais, dos atuais 592 para 180.

Estas propostas constam das alterações à lei orgânica da PSP e ao estatuto da Polícia de Segurança Pública, projetos que já foram entregues aos sindicatos da Polícia.

Em declarações aos jornalistas, o diretor nacional da PSP, superintendente Paulo Gomes, explicou que a redução dos cargos de chefia será ao nível dos oficiais e vai acontecer nos comandos regionais, distritais e metropolitanos da Polícia.

Paulo Gomes disse que os números resultam de uma proposta da direção nacional da PSP, tendo o projeto da lei orgânica, como objetivos, “maior racionalização, otimização dos recursos e meios e uma maior flexibilização na gestão dos recursos humanos e nas estruturas da PSP.

FONTE: Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos