16.9 C
Bruxelas
18 Agosto 2022

Fé encarnada na Holanda

Clique para ampliar Em 1962, o técnico húngaro previu que águias não voltariam a vencer finais nas competições.

“Tenho fé, muita fé. O Benfica vai fazer a festa e levar a taça para casa. Faz levantar o moral de Portugal, que tanto precisa”, disse ontem ao CM Salena Franco, quando confrontada com a maldição de Béla Guttmann. Em 1962, o técnico húngaro foi despedido do Benfica, depois da conquista da 2ª Taça dos Campeões Europeus (5-3, ao Real Madrid, em Amesterdão) e, em sentido lato, previu que as águias não voltariam a ganhar na UEFA. Depois de 62, os encarnados saíram derrotados das seis finais que disputaram. Hoje, é a nona.

Salena, de 53 anos, reformada, vive na Holanda há 49 e frisou que acompanha os encarnados sempre que “possível e até ao fim do Mundo”.

Robin Silva, de 31 anos, também está otimista para o jogo com o Chelsea e não quer ouvir falar de Guttmann. Residente em Amesterdão, onde nasceu, este descendente de portugueses (dono de um bar) torce pelos encarnados “desde o tempo em que usava fraldas”. “Gasto muito dinheiro para ver o Benfica, mas também trabalho para isso.” Desta vez, foi diferente. “Um amigo meu ganhou cinco bilhetes num concurso”, salientou, prevendo que a sua maré de sorte pode ser um bom prenúncio: “O Benfica vai ganhar por 3-1.”

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/atualidade/fe-encarnada-na-holanda

Artigos relacionados

Últimos artigos