18.8 C
Bruxelas
19 Agosto 2022

Estudantes combatem exaustão com drogas

Clique para ampliar Os estudantes do ensino superior de Lisboa apresentam níveis de exaustão física e emocional e desmotivação elevados, recorrendo, por vezes, a drogas ou medicamentos para lidar com a situação, disse esta quinta-feira o investigador João Marôco, que reconheceu estar “preocupado”.

João Marôco, professor e investigador do Instituto Superior de Psicologia Aplicada (ISPA) realizou cerca de 500 inquéritos nos anos lectivos de 2009/10 e 2010/11, a alunos de várias áreas do ensino superior, privado e público da região de Lisboa e concluiu que 15% apresentavam níveis moderados a elevados de ´burnout´.

O estudo, apresentado esta quinta-feira, avaliou o grau de exaustão emocional (cansaço emocional e físico em que as pessoas sentem não ter força para continuar a trabalhar ao mesmo ritmo), de cinismo e descrença relativamente à utilidade dos estudos, e realização e eficácia profissional (se têm dificuldades em cumprir as tarefas atribuídas pelos professores), factores que determinam a existência de ´burnout´.

Os resultados referem que mais de metade dos alunos apresentam baixa eficácia ou realização profissional, 18% têm níveis elevados de cinismo ou descrença na utilidade dos estudos e 21% revelam exaustão emocional elevada.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/estudantes-combatem-exaustao-com-drogas

Artigos relacionados

Últimos artigos