19 C
Bruxelas
8 Agosto 2022

Estava farto de dinheiro por isso mudou-se para Montalegre

Clique para ampliar Um antigo contabilista dos ABBA e dos U2 apaixonou-se por Portugal numas férias e decidiu abandonar o país natal, a Holanda, para ter uma «vida à português», que é como quem diz sem stress.

Joost Van Bergen, de 66 anos, economista e fisioterapeuta, mudou-se há nove anos da Holanda para a aldeia de Penedones, no concelho de Montalegre, para deixar de «andar a mil».

«Adoro viver em Montalegre. Isto é tudo o que eu precisava», disse, sorridente, o holandês à agência Lusa.

A mudança e a adaptação à pacata localidade transmontana foram fáceis, rápidas e eficazes, mas há um problema que teima em «não ter fim à vista»: a língua.

O português, afirma Joost, é «muito complicado» e, para dificultar, os portugueses falam muito rápido e com «um pequeno sotaque» espanhol.

Como em Penedones os falantes de inglês são poucos pelo que só há uma solução: falar com as mãos e, até agora, brincou, tem-se entendido bem.

Apesar de Joost ser apaixonado por Montalegre, por ser um exemplo de um «Portugal real», a ideia de deixar a Holanda e voar ao Barroso não foi sua, mas sim da mulher.

A mulher, de 61 anos, ex-professora de alemão e de artes, que foi a responsável pela vinda de Joost para Portugal, onde todos os anos passava férias, quer, agora, voltar para a Holanda.

A razão é simples: tem saudades dos filhos e, agora, também dos netos que, entretanto, foram nascendo.

«A minha mulher está na Holanda. Foi ver o netinho que nasceu, por isso, agora só deve regressar em Outubro», conta Joost, encolhendo os ombros.

«Mas eu nunca mais voltei à Holanda, nem quero. Não gosto do país, agora é aqui que me sinto bem», acrescentou.

Gente amável, boa comida, bom vinho tinto, muito sol, paisagens únicas e calma foram os atractivos que fizeram com que o ex-contabilista dos ABBA e dos U2 se rendesse, definitivamente, ao país.

«A Holanda é um país muito frio», considerou.

Hoje, tem uma vivenda apelidada de «Casa das Andorinhas», porque é uma espécie da qual gostam muito, virada para a barragem do Alto Rabagão, dois gatos, dois cães, muitos peixes e pássaros e uma good life.

Dada a sua formação em fisioterapia, Joost montou uma «espécie» de consultório em sua casa para fazer sessões de massagens e fisioterapia.

E os números ficaram de lado. Joost foi, durante uma década, contabilista dos ABBA e também trabalhou com os U2, mas só um ano.

Viajou mundo com o famoso quarteto musical sueco, mas confidenciou que não gostava da música. «Eu gosto de música clássica, tanto que toco piano», revelou.

A mulher, agora de férias na Holanda, tem um ateliê de cerâmica e pintura onde os bois, os montes, as casas de pedra, as mulheres de lenço na cabeça e os homens com enxadas na mão se tornam arte.

Joost Van Bergen não tem dúvidas: quer continuar a viver em Portugal, respirar ar puro e acordar ao som dos pássaros.

FONTE: Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos