6.5 C
Bruxelas
6 Dezembro 2022

Dupla maravilha traída pelo sono

Clique para ampliar Só Bruma e Aladje quebraram monotonia ofensiva da seleção nacional.

De nada valeu a Portugal marcar cedo – golo de cabeça de Aladje, após canto na esquerda, logo aos 3’ – frente a uma Coreia do Sul abnegada, mas claramente inferior. A equipa orientada por Edgar Borges – com Bruma e Aladje em destaque – adormeceu à sombra da (aparente) superioridade e, por duas vezes, permitiu que os asiáticos chegassem ao empate (2-2).

Na primeira meia hora, a Coreia do Sul não rematou uma única vez e foi Portugal a dispor de duas excelentes ocasiões para dilatar a vantagem: primeiro por Aladje, num remate de primeira que saiu ao lado (26’), e depois por Bruma, que tabelou com o possante avançado e rematou cruzado para boa defesa de Changgeun (28’).

A verdade é que, apesar do domínio, a equipa das quinas foi quase sempre lenta e previsível, com exceção dos lances em que a bola chegava aos pés do irrequieto Bruma, uma vez mais o desequilibrador de serviço.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/atualidade/dupla-maravilha-traida-pelo-sono

Artigos relacionados

Últimos artigos