11.2 C
Bruxelas
8 Agosto 2022

Dois massagistas acusam Travolta de assédio sexual

Clique para ampliar John Travolta foi acusado, pela segunda vez, de assédio sexual por um massagista. Segundo os dois queixosos, o ator norte americano tentou tocar-lhes nos genitais e iniciar relações homossexuais.

Poucos dias depois de ter sido acusado por um massagista de assédio sexual, um outro profissional da mesma área afirmou, nesta terça-feira, que o ator tocou nos seus genitais e se masturbou à sua frente. As informações foram divulgadas pela CNN.

O queixoso, um homem não identificado, afirma que o episódio ocorreu no último dia 25 de janeiro, num hotel na cidade de Atlanta, nos EUA.

O caso anterior foi denunciado na sexta-feira e divulgado na segunda. O massagista afirmou que, durante uma sessão de massagem realizada no dia 16 de janeiro, num bungalow de um empreendimento de luxo de Beverly Hills, John Travolta se roçou na sua perna, tocou-lhe nos genitais e tentou iniciar pelo menos um ato sexual.

O massagista optou por não revelar publicamente o seu nome, o que é permitido pela lei da Califórnia quando o queixoso teme pela humilhação caso seja conhecida a sua identidade. Nesses casos, adota-se o nome fictício de “John Doe”, que se pode traduzir como “Zé Ninguém”.

Além de assédio, “John Doe” acusa o ator de agressão sexual e pede uma indemnização de mais de 1,5 milhões de euros por danos emocionais.

A acusação diz que o massagista foi contratado por um anónimo que o contactou telefonicamente e posteriormente o levou ao “bungalow”, onde recebeu o equivalente a 150 euros por um serviço de uma hora.

No processo judicial, divulgado pelo site TMZ, consta que o ator pediu ao massagista para masturbá-lo, afirmando que boa parte de sua fama se devia a “favores sexuais” realizados no início da sua carreira. Depois disso, Travolta, com 58 anos, ter-se-ia desculpado pelo seu comportamento, ao mesmo tempo que se oferecia para manter relações com o profissional ao lado de “outra estrela de Hollywood”.

Em comunicado, o advogado do ator classificou a nova acusação como “tão absurda e ridícula como a primeira”. Segundo Martin Singer, Okorie Okorocha, advogado de defesa das duas supostas vítimas de assédio, está à procura dos “seus 15 minutos de fama”.

Casado há duas décadas com a atriz Kelly Preston, Travolta tem enfrentado várias especulações e rumores sobre supostas relações homossexuais.

FONTE: Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos