2.1 C
Bruxelas
3 Dezembro 2022

Dois artistas italianos mataram Berlusconi

Clique para ampliar De olhos fechados, sorriso na cara, roupa desajeitada e pantufas do Mickey, a figura de Berlusconi está exposta numa galeria em Roma, no Palazzo Ferrajoli, a poucos metros da residência oficial do primeiro-ministro, Mario Monti.

A figura é feita em silicone e está dentro de um caixão de vidro. A sua semelhança com a realidade e o título dado à obra está a gerar alguma controvérsia em Itália. Segundo o Corriere della Será, nem a escolha do local da exposição foi por acaso.

Segundo Antonio Garullo e Mario Ottocento, que também ficaram conhecidos como o primeiro casal gay italiano a casar em 2002 em Amesterdão, o objectivo da obra é transmitir “o culto da personalidade dos líderes dos últimos tempos”.

Ao jornal italiano, a dupla explicou que se baseou não só na tradição cristã, na preservação dos corpos dos santos, como também na preservação dos corpos de líderes poderosos, lembrando Mao e Lenine, embalsamados depois da morte, “para enfatizar o culto à personalidade do que foram e sejam nos próximos anos”. “Pensámos especificamente em Berlusconi, no culto que ele criou sobre si.”

Dentro do caixão, Berlusconi tem a mão direita em cima de um livro de história e a esquerda dentro das calças, que estão desapertadas.

FONTE: Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos