31.6 C
Bruxelas
13 Agosto 2022

Discurso de Cavaco interrompido por mulher desesperada

Clique para ampliar As cerimónias oficiais do 5 de Outubro ficaram marcadas pela entrada no Pátio da Galé, em Lisboa, de uma mulher a gritar contra a atual situação do país, tendo sido retirada por vários elementos da segurança.

As cerimónias ainda estavam a decorrer – discursava o Presidente da República, Cavaco Silva – quando se começou a ouvir um burburinho no fundo da sala junto à entrada do Pátio da Galé. Na altura, uma mulher gritava dizendo ser incapacitada, não ter trabalho e não ter futuro.

“Tenho uma pensão de cerca de 200 euros, estou farta de procurar trabalho, já tentei fazer limpezas, mas não consigo arranjar nada”, disse aos jornalistas Luísa Trindade, 57 anos.

A mulher tentou caminhar pela passadeira vermelha dirigindo-se até aos representantes políticos, mas foi imediatamente bloqueada por vários elementos da segurança que estavam no local e que, de seguida, a agarraram e a colocaram fora do local onde estavam a decorrer as cerimónias.

Luísa Trindade manteve-se à porta do pátio da Galé e à medida que os vários convidados iam saindo foi-lhes gritando e perguntando: “Não se envergonham de olhar para a minha miséria?”.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/politica/discurso-de-cavaco-interrompido-por-mulher-desesperada

[ Cavaco: “Sacrifício tem de ter um propósito” ]

Artigos relacionados

Últimos artigos