6.8 C
Bruxelas
29 Novembro 2022

Dirigente do IEFP coloca a mulher

Clique para ampliar A mulher de Hugo Fernandes, coordenador no Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) da Guarda, venceu de forma irregular um concurso para dar aulas nesta entidade, denunciou Arlindo Ferreira, autor de um dos principais blogues de professores, o DeArLindo. O IEFP promete “averiguar de forma rigorosa o caso”.

Cláudia Fonseca foi a primeira classificada no concurso para o grupo de recrutamento 200 (Português e Estudos Sociais//História, do 2º Ciclo), depois de obter na entrevista a classificação de 18,75, mais de dois valores acima dos candidatos nas primeiras posições. A nota na entrevista permitiu-lhe ultrapassar todos, depois de ter partido como 47ª entre mais de 300 candidatos.

Docentes com graduações mais altas foram afastados do concurso por obterem menos de 10 na entrevista. Há também muitas dúvidas sobre a forma de cálculo da graduação com que a candidata foi admitida a concurso, uma vez que Cláudia Fonseca não possui qualificação profissional para o grupo 200 mas apenas para o 300. Terá sido usada, também de forma irregular, a graduação do grupo 300 para concorrer ao 200. O CM sabe que há candidatos que vão reclamar e tudo aponta para a anulação do concurso.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/sociedade/dirigente-do-iefp-coloca-a-mulher

Artigos relacionados

Últimos artigos