6.5 C
Bruxelas
6 Dezembro 2022

Difícil foi não ganhar ao Barcelona

Clique para ampliar O Benfica não voltará a dispor de uma possibilidade tão grande de vencer em Barcelona como a proporcionada ontem pelas poupanças do técnico catalão e desperdiçada pelos avançados escolhidos por Jesus, em noite de total desacerto.

Tito Vilanova surpreendeu ao alargar a gestão a praticamente toda a equipa, deixando Messi no banco, o que aumentou a responsabilidade do Benfica e ajudou a equipa nacional a tomar conta do jogo e a atirar-se com grande resolução para o ataque.

Os números ajudam a perceber o que se passou até ao intervalo, apesar do maior tempo com bola dos catalães: 11-2 em remates e 8-0 em cantos a favor do Benfica, com apenas um lance mais complicado junto da sua baliza, salvo por Garay sobre a linha (24).

Um domínio impensável, sublinhado com três oportunidades flagrantes, das que não se pode falhar: Rodrigo isoladíssimo atirou ao lado (11), Lima lançado na esquerda viu Pinto desviar-lhe o remate para o poste (32) e Ola John também não conseguiu bater o guarda-redes depois de uma boa jogada individual pela direita (34).

Nem nos melhores sonhos Jesus terá idealizado uma partida tão aberta, mas tantas facilidades deslumbraram os finalizadores encarnados. Para não destoar, Nolito começou o 2.º tempo a esbanjar nova ocasião com um remate frontal ao lado.

Com a entrada de Messi, aos 58, tudo mudou. O Barça aumentou a pressão e a posse de bola, subiu o jogo para perto da área encarnada e o Benfica acusou a dificuldade e algum nervosismo, acumulando faltas e amarelos.

O argentino acabou por lesionar-se na única oportunidade de que dispôs, negada com categoria por Artur, que assim se livrou de associar o nome ao tão falado recorde de golos.

JESUS: “EM JOGO JOGADO, O BENFICA FOI MELHOR”

“Em jogo jogado, o Benfica foi melhor, as oportunidades foram do Benfica. Somos candidatos a ganhar a Liga Europa”, disse Jorge Jesus. “Os jogadores do Benfica estão de parabéns e os adeptos devem estar orgulhosos. Contra a melhor equipa do Mundo, só faltou a vitória para ser uma noite perfeita. Foi um esforço inglório”, observou.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/actualidade/dificil-foi-nao-ganhar-ao-barcelona

Artigos relacionados

Últimos artigos